Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/9190
Type: Artigo de periódico
Title: Avaliação laboratorial e diagnóstico da resistência insulínica
Title Alternative: Laboratorial evaluation and diagnosis of insulin resistance
Author: Geloneze, Bruno
Tambascia, Marcos Antonio
Abstract: Due to the association between insulin resistance (IR) and atherosclerosis, there is an interest in the development of techniques to evaluate insulin sensitivity (IS) in vivo. Fasting blood glucose, easy to use in study populations, has been used to evaluate IS and supplies a good evaluation of hepatic sensitivity, but not muscular sensitivity to insulin. HOMA is a mathematical model that predicts IS simply by measuring insulinemia and fasting blood glucose and shows good correlation with hyperinsulinemic-euglycemic clamp method, considered a gold standard in the measurement of IS. Thus, it has been shown a valuable alternative to the most sophisticated and difficult techniques in the evaluation of IR in humans. In our population, the cut value for the diagnosis of IR is Homa-IR higher than 2,71. QUICKI is another simple method, also based in the measurements of insulinemia and fasting blood glucose, that have good correlations with the metabolic syndrome markers, being able to discriminate satisfactorily different states of IR, in patients with different degrees of obesity and glucose tolerance. Direct methods of IS evaluation include insulin tolerance test (K ITT), insulin suppression test and hyperinsulinemic-euglycemic clamp technique that are described in this article. Hyperinsulinemic-euglycemic clamp technique supplies the best and purest information on the insulin action. Costs involved in its procedure, however, limit its use.
Em virtude da associação entre resistência à insulina (RI) e aterosclerose, existe interesse no desenvolvimento de técnicas para se avaliar a sensibilidade à insulina (SI) in vivo. Por ser uma medida de fácil utilização em grandes populações, a insulinemia de jejum tem sido usada para avaliar a SI e fornece uma boa avaliação da sensibilidade hepática, embora não da muscular. O HOMA é um modelo matemático que prediz a SI pelas simples medidas da glicemia e da insulina no jejum e tem boa correlação com o método do clamp euglicêmico hiperinsulinêmico, considerado padrão-ouro na medida da SI. Assim, mostra-se como valiosa alternativa às técnicas mais sofisticadas e trabalhosas na avaliação da RI em humanos, como o método descrito por Bergman. Em nosso meio, encontramos o valor de corte para o diagnóstico da RI quando o Homa-IR for maior que 2,71. O QUICKI é outro método simples, baseado também nas medidas da glicemia e da insulina no jejum, que apresenta boas correlações com marcadores da síndrome metabólica, conseguindo discriminar satisfatoriamente diferentes estados de RI, como graus de obesidade e tolerância à glicose. Métodos diretos de avaliação da SI incluem o teste de tolerância à insulina (K ITT), o teste de supressão de insulina e as técnicas de clamp hiperglicêmico e euglicêmico que são descritas neste artigo. A técnica do clamp euglicêmico e hiperinsulinêmico fornece a mais pura e reprodutível informação sobre a ação da insulina. Os custos envolvidos na sua realização, entretanto, limitam o seu uso.
Subject: Resitência à insulina
Índice HOMA
Índice Quick
Teste oral de tolerância à glicose
Teste de supressão da insulina
Insulin resistance
HOMA
QUICKI
Glucose tolerance oral test
Insulin suppression test
Editor: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0004-27302006000200007
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302006000200007
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27302006000200007
Date Issue: 1-Apr-2006
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0004-27302006000200007.pdf85.07 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.