Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/9180
Type: Artigo de periódico
Title: Considerações críticas e metodológicas na determinação de espécies reativas de oxigênio e nitrogênio em células musculares durante contrações
Title Alternative: Critical and methodological analyses on the determination of reactive species in skeletal muscle cells during contractions
Author: Silveira, Leonardo R.
Abstract: An excessive level of these species may be harmful as it may overcome the antioxidant capacity. Most evidences for ROS and NO formation in muscle cell are indirect whereas direct evidences are scarce. The present review suggests as an alternative method either fluorescent DCFH, DAF-2 or fluorescamine toward H2O2, NO and O2·- measurements, respectively in muscle cell. In adition, it was concluded that: 1) the indirect measurements of ROS and NO in blood sample do not reflect oxidative attack occured in muscle cells during contractions; 2) isolated muscles and homogenates may contain a large amount of endothelial cells, red blood cells and leukocytes which may generate ROS and NO; 3) the fluorescent DCFH-DA/DCFH, DAF-2-DA/DAF-2 and fluorescamine are sensitive in detection of H2O2, NO and O2·- respectively, in muscle cell during contractions; 4) muscle cell culture and isolated muscle fiber are indicated as experimental models to study ROS and NO formation in muscular tissue.
Uma excessiva produção de espécies reativas pode ser prejudicial, superando a capacidade antioxidante e conduzindo a um desequilíbrio redox. A maioria das evidências da formação de espécies reativas em células musculares são indiretas, ao passo que as evidências diretas ainda são escassas. As razões para este fato são múltiplas. Esta revisão sugere a utilização de sondas fluorescentes como DCFH (reativa ao H2O2), DAF-2 (reativa ao NO) e fluoróforo nitróxido (reativa ao O2·-) para determinação dessas espécies. Em adição, o presente estudo sugere que: 1) as medidas indiretas de ataque oxidativo em amostras sangüíneas não necessariamente refletem o ataque oxidativo ocorrido nas células musculares; 2) amostras de músculos isolados e homogenatos podem apresentar uma grande quantidade de tecido vascular contendo células endoteliais, hemácias e leucócitos, os quais podem gerar EROs e NO, dificultando a interpretação dos resultados; 3) as sondas fluorescentes DCFH-DA/DCFH, DAF-2-DA/DAF-2 e nitróxido são sensíveis na detecção do H2O2, NO e O2·- respectivamente, em tecido muscular durante contrações; 4) como método alternativo no estudo da produção de EROs e NO em músculo esquelético, culturas de células musculares e fibra muscular isolada são indicados como modelos experimentais.
Subject: Estresse oxidativo
Espécies reativas de oxigênio e nitrogênio
Oxidative stress
Reactive oxygen species and nitric oxide
Editor: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0004-27302004000600006
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302004000600006
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27302004000600006
Date Issue: 1-Dec-2004
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0004-27302004000600006.pdf803.35 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.