Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/9175
Type: Artigo de periódico
Title: Obesidade: hábitos nutricionais, sedentarismo e resistência à insulina
Title Alternative: Obesity: dietary Intake, sedentarism and insulin resistance
Author: Pereira, Luciana O.
Francischi, Rachel P. de
Lancha Jr., Antonio H.
Abstract: Obesity has been reported as a worldwide epidemic independent of economical and social conditions. The possible causes of increased mortality and morbidity associated with obesity have been focused by several studies that attempted to understand the syndrome X, one of the consequences of obesity. This syndrome is characterized by various metabolic disorders such as insulin resistance, hypertension and dyslipidemia. It is widely known that genetic factors influence the prevalence of obesity. However, the increasing rate of obesity over the past 20 years cannot be explained by changes in the gene pool. In this way, the major factors involved in obesity are related to environmental aspects as dietary intake and reduced energy expenditure. In the attempt to develop obesity in animals as a means of carrying out studies related to the condition, many experimental models have been developed. Although these animal models cannot be expected to exactly mimic human obesity, they may still be of great value in studying the mechanisms inducing augmented deposition of fat and its consequences.
A obesidade já é considerada uma epidemia mundial independente de condições econômicas e sociais. O risco aumentado de mortalidade e morbidade associado à obesidade tem sido alvo de muitos estudos que tentam elucidar os aspectos da síndrome X como conseqüência da obesidade. Esta síndrome é caracterizada por algumas doenças metabólicas, como resistência à insulina, hipertensão, dislipidemia. Está bem estabelecido que fatores genéticos têm influência neste aumento dos casos de obesidade. No entanto, o aumento significativo nos casos de obesidade nos últimos 20 anos dificilmente poderia ser explicado por mudanças genéticas que tenham ocorrido neste espaço de tempo. Sendo assim, os principais fatores envolvidos no desenvolvimento da obesidade têm sido relacionados com fatores ambientais, como ingestão alimentar inadequada e redução no gasto calórico diário. Na tentativa de desencadear obesidade em animais e permitir o estudo desta doença de maneira mais completa, diversos modelos experimentais de obesidade têm sido desenvolvidos. Ainda que não possam ser considerados exatamente iguais aos modelos de obesidade humana, são de grande valor no estudo dos diversos aspectos que contribuem para este excessivo acúmulo de adiposidade e suas conseqüências.
Subject: Obesidade
Dieta hiperlipídica
Resistência à insulina
Modelos experimentais
Obesity
High fat diet
Insulin resistance
Animal models
Editor: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0004-27302003000200003
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302003000200003
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27302003000200003
Date Issue: 1-Apr-2003
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0004-27302003000200003.pdf100.12 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.