Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/9101
Type: Artigo de periódico
Title: Trilhas podem influenciar a composição florística e a diversidade de epífitas na Floresta Atlântica?
Title Alternative: Can trails influence floristic composition and species diversity of the epiphytic component in the Atlantic Forest?
Author: Santos, Ana Carolina Laurenti dos
Melo, Maria Margarida da Rocha Fiuza de
Eisenlohr, Pedro Vasconcellos
Abstract: One type of edge effect little explored is that driven by trails. We evaluated the hypothesis that areas with different degrees of distance by a trail would differ in the species composition and diversity of vascular epiphytes in an Atlantic forest fragment in São Paulo, Brazil. We placed twenty plots of 2 × 50 m to mark the phorophytes and to survey the respective epiphytic component. Differences in floristic composition between the impacted areas and no impacted ones were not enough to stablish groups or blocks cohesively in NMDS ordination analysis. The species diversity (richness and evenness) was also similar. It seems that the impact caused by the trail has not been enough to be related with modifications in our epiphytic community. It could be explained by the other environmental variables in the studied stretch or simply because epiphytes not respond to an edge effect like trail effect.
Um tipo de efeito de borda ainda pouco explorado é aquele exercido por trilhas. Testamos a hipótese de que áreas a diferentes distâncias de uma trilha em um fragmento de Mata Atlântica em São Paulo difeririam em relação à composição e diversidade de espécies de epífitas vasculares. Instalamos 20 parcelas de 2 × 50 m para marcar os forófitos nos quais seria feito o levantamento das epífitas. Diferenças na composição florística entre as áreas mais próximas e mais distantes da trilha não foram suficientes para agrupar as parcelas de cada área de forma coesa pela análise de ordenação NMDS. A diversidade (riqueza e equabilidade) de espécies mostrou-se também similar. Parece que o impacto causado pela trilha não seria suficiente para influenciar essa comunidade epifítica, o que pode ser devido a outros fatores ambientais que estariam atuando no trecho investigado ou simplesmente porque as epífitas não responderiam a um efeito de borda como o de trilhas.
Subject: efeito de borda
equabilidade
riqueza de espécies
similaridade florística
edge effect
evenness
floristic similarity
species richness
Editor: Instituto de Botânica
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S2236-89062010000400005
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S2236-89062010000400005
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062010000400005
Date Issue: 1-Dec-2010
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S2236-89062010000400005.pdf2.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.