Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/84329
Type: Patente
Title: Processo Para Descontaminação De Efluentes Indústrias Papeleiras
Author: Esposito Elisa
Abstract: Patente de Invenção: PROCESSO PARA DESCONTAMINAÇÃO DE EFLUENTES DE INDÚSTRIAS PAPELEIRAS. A presente invenção se refere a um processo, onde o efluente de indústria papeleira pode ser descolorido e descontaminado de compostos organoclorados. Outro objetivo desta invenção é prover um processo de tratamento biológico de efluente de indústria papeleira somente para eliminar as matérias orgânicas biodegradáveis, mas também reduzir a cor e mineralizar o efluente de indústria papeleira. Um outro objetivo desta invenção é prover um processo de tratamento biológico do efluente de indústria papeleira usando fungos pré-selecionados com capacidade ligninolítica. Ainda um outro objetivo desta invenção é prover um processo de tratamento de efluentes da indústria papeleira para descolorizar o mesmo e processo de tratamento biológico de efluentes da indústria papeleira para descolorizar o mesmo e transformar estes em uma descarga adequada na biosfera, de tal maneira que sejam minimizados os problemas de poluição. Também, um objetivo desta invenção é prover um processo de tratamento biológico de efluentes da indústria papeleira para descolorizar, descontaminar e mineralizar o mesmo usando fungos pré-selecionados que não requerem fontes de carbono ou nitrogênio adicionale que sejam perfeitamente adaptáveis ao sistema de tratamento biológico. O processo ora proposto, consiste das seguintes etapas: a) manutenção das cepas de fungos xilófagos, em tubos contendo agar extrato de malte 1,25%, a 5°C; b) cultivo dos fungos em placas, contendo o meio agar estrato de malte 1,25%, no pH em torno de 5, durante cerca de 5 dias, a uma temperatura de aproximadamente 28°C, na ausência de luz; c) repicagem dos fungos para o meio líquido, extrato de malte 1,25% em frasco de 125ml, seguida de cultivo por 5 dias a 25°C, a pH em torno de 5, sob agitação de 150rpm até a formação de “pellets”, na ausência de luz; d) filtragem dos “pellets” ou massa micelial para a separação do líquido, seguida de pesagem; e) inoculação no efluente kraft sem fonte adicional de carbono ou nitrogênio, em frasco de 125ml com 25ml de efluente e mantidos a 28°C, sob agitação a 150rpm, na ausência de luz, durante 5 dias, com ajuste de pH, pela adição de H2SO4.
Rights: aberto
Date Issue: 24-Mar-1998
Appears in Collections:Patentes

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
pat_BR9601600.pdf483.28 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.