Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/44573
Type: Artigo de periódico
Title: Educação do corpo feminino: um estudo na Revista Brasileira de Educação Física (1944-1950)
Title Alternative: Education of female body: a study in the Brazilian magazine of physical education (1944-1950)
Author: Silva, Marcelo Moraes e
Fontour, Mariana Purcote
Abstract: This study aims to analyze the specialized discourses about the female body coupled to an important magazine for the Brazilian Physical Education in the 1940's: A Revista Brasileira de Educação Física. The body and sporting practices used to be seen as achievements for women, but at the same time they could endanger the project of order and progress and also the femininity representation in force. Thus, several rhetorical discourses were put into action, which showed restrictions on the female participation in this universe. The main justification presented in the pages of the magazine was the biological factor, based on anatomical and physiological differences, and on an excessive fear of the virilization of women. In conclusion, this work shows that, despite the limitations imposed on women within the corporal and sporting practices, their entrance in this universe represented an achievement due to the fact that they left the private space of home and entered in the public sphere.
O presente trabalho tem como objetivo analisar os discursos especializados sobre o corpo feminino vinculados a um importante periódico da Educação Física brasileira da década de 40: A Revista Brasileira de Educação Física. As práticas corporais e desportivas eram vistas como conquistas para as mulheres, mas ao mesmo tempo podiam colocar em risco o projeto de ordem e progresso e a própria representação de feminilidade vigente. Então, foram colocadas em ação várias retóricas discursivas que apontavam restrições à inserção feminina neste universo. A principal justificativa apresentada nas páginas da revista era o fator biológico, baseado principalmente nas diferenças anatômicas e fisiológicas, bem como em um excessivo medo da virilização da mulher. A título de conclusão, o trabalho aponta que, apesar das enormes limitações impostas às mulheres dentro das práticas corporais e desportivas, o seu ingresso neste universo representou uma conquista devido ao fato da sua saída do espaço privado do lar e entrada na esfera pública.
Subject: Educação do corpo
Revista Brasileira de Educação Física
Mulheres
Saber médico
Body education
Brazilian Magazine of Physical Education
Women
Medical knowledge
Editor: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1807-55092011000200008
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1807-55092011000200008
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092011000200008
Date Issue: 1-Jun-2011
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1807-55092011000200008.pdf88.05 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.