Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/44096
Type: Artigo de periódico
Title: Ensaios de arrancamento e de empuxamento aplicados a taliscas de bambu encravadas em corpos-de-prova de solo-cimento
Title Alternative: Pull-out and push-in tests of bamboo splint embedded in soil-cement specimen
Author: Lopes, Wilza G. R.
Freire, Wesley J.
Ferreira, Gisleiva C. dos S.
Abstract: In this study, Dendrocalamus giganteus bamboo splints (split culm) embedded in soil-cement specimens were submitted to pull-out and push-in tests in order to determine its bonding strength. For this purpose a sandy soil was utilized. The 15.0 cm diameter and 30.0 cm high soil-cement specimens were moulded with 14% cement at 10.7% optimum moisture. Bamboo splints were manually prepared to have precisely 2 cm width and 40.0, 50.0, and 60.0 cm lengths and embedment depths of 10.0, 20.0, and 30.0 cm, respectively. The bamboo splints were divided in two groups: the first group comprising of splints with no waterproofing treatment, and the second group consisted of seasoned (dry) splints with asphalt emulsion sprinkled with coarse clean sand to produce a rough surface and to insure positive bond with soil-cement. The bond strength was determined by dividing the ultimate pull-out load by the embedded bamboo splint's lateral area. The experimental data were statistically analyzed and the treatments were applied in three replications. The best results were obtained for control condition (bamboo splint without asphalt emulsion coat and coarse sand sprinkling) in the pull-out test. No statistical difference was found between the treatments in the push-in test.
Neste trabalho, taliscas de bambu da espécie Dendrocalamus giganteus, engastadas em corpos-de-prova de solo-cimento, foram submetidas a ensaios de arrancamento (pull-out) e de empuxamento (push-out) a fim de se determinar sua resistência de aderência. Para esta finalidade, foi utilizado um solo-cimento feito a partir de um solo arenoso que continha aproximadamente 70% de areia. Corpos-de-prova de solo-cimento, de 15 cm de diâmetro e 30 cm de altura, foram moldados com 14% de cimento na umidade ótima de 10,7%. As taliscas de bambu foram preparadas com 2 cm de largura e comprimentos de 40, 50 e 60 cm, para o ensaio de arrancamento, e de 70 cm para o ensaio de empuxamento. Metade das taliscas foi deixada sem tratamento impermeabilizante e a outra metade foi revestida com emulsão asfáltica, impregnada com areia limpa grossa, para produzir uma superfície áspera e garantir melhor aderência com o solo-cimento. Os corpos-de-prova de solo-cimento com as taliscas de bambu engastadas, foram deixados a curar em câmara úmida, durante 28 d, antes de serem ensaiados. Ambos os ensaios foram realizados em uma máquina universal de ensaio adaptada, sendo as deformações medidas com um relógio comparador aferido, de sensibilidade igual a 0,01 mm. A resistência de aderência, quer fosse determinada pelo ensaio de arrancamento quer pelo ensaio de empuxamento, foi obtida dividindo-se a máxima carga verificada no ensaio pela área lateral da talisca de bambu efetivamente engastada no solo-cimento. Os melhores resultados foram obtidos sem aplicação de material impermeabilizante, para o ensaio de arrancamento, enquanto nenhuma diferença foi observada entre os dois tratamentos para o ensaio de empuxamento.
Subject: solo-cimento
bambu
aderência
arrancamento
empuxamento
soil-cement
bamboo
bonding
pull-out
push-in
Editor: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1415-43662002000300021
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662002000300021
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-43662002000300021
Date Issue: 1-Dec-2002
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1415-43662002000300021.pdf470.24 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.