Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/41925
Type: Artigo de periódico
Title: Gênero e qualidade de vida percebida: estudo com professores da área de saúde
Title Alternative: Gender and perceived quality of life: research with professors from the health area
Author: Oliveira, Elizabete Regina Araújo de
Garcia, Átala Lotti
Gomes, Maria José
Bittar, Telmo Oliveira
Pereira, Antonio Carlos
Abstract: The rapid process of change in the global economy in recent years and the organization of labor have influenced gender relations in the teaching profession. These transformations have been disadvantageous for women, leaving them in a situation of occupational overload. The scope of this study was to analyze the working conditions of female teachers in higher education in the health education area in the city of Vitória, State Espírito Santo, and their implications on health and quality of life. This is qualitative research into data gathered from interviews upon which Bardin content analysis was also employed. This technique revealed three categories: leisure, rest and health; sense of loss of social and family interaction; and perceived quality of life. The results show that insufficient leisure time may lead to sleep disturbances predisposing the individual to psychic illness; overwork; significant alterations in labor organization compromising social and family interaction with repercussions on health and quality of life. The work performed by female professors in the health area contributes to the onset of illness, with pejorative effects on their family, love, social, environmental and professional lives, with consequent loss of quality of life.
O rápido processo de mudanças na economia global nos últimos anos e a organização do trabalho configuram as relações de gênero no trabalho docente. Essas transformações têm favorecido a situação desvantajosa da mulher, deixando-a em uma situação de sobrecarga ocupacional. Foram analisadas as condições de trabalho de Professoras do ensino superior da área da saúde em Vitória, no Estado do Espírito Santo, e suas implicações sobre a saúde e qualidade de vida. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa. A coleta de dados foi realizada através de entrevistas e para a análise empregou-se a análise de conteúdo de Bardin, possibilitando a abordagem de três categorias: lazer, descanso e saúde; sentimentos de perda da interação social e familiar; e qualidade de vida percebida. Os resultados apresentam relatos relacionados à ausência de lazer com consequentes distúrbios do sono favorecendo doenças psíquicas; excesso de trabalho; alterações significativas na forma de organização do mesmo, comprometimento da interação social e familiar, com influência sobre a saúde e a qualidade de vida. O trabalho executado pelas professoras da área da saúde contribui para o desenvolvimento do processo de adoecimento, com influência sobre a sua vida familiar, amorosa, social, ambiental e profissional, com perda da qualidade de vida.
Subject: Gênero
Qualidade de vida
Docentes
Gender
Quality of life
Students
Editor: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1413-81232012000300021
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000300021
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012000300021
Date Issue: 1-Mar-2012
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1413-81232012000300021.pdf157.76 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.