Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/39227
Type: Artigo de periódico
Title: Avaliação de medidas de controle da esquistossomose mansoni no Município de Sabará, Minas Gerais, Brasil, 1980-2007
Title Alternative: Evaluation of schistosomiasis mansoni control measures in Sabará, Minas Gerais State, Brazil, 1980-2007
Author: Vasconcelos, Cíntia Honório
Cardoso, Paula Cristina Marques
Quirino, Wesley Caldeira
Massara, Cristiano Lara
Amaral, Graciela Larissa
Cordeiro, Ricardo
Carvalho, Omar dos Santos
Abstract: Schistosomiasis control programs in Brazil have helped reduce prevalence and the severe forms of the disease, but have failed to prevent new foci from appearing, especially on the periphery of large cities. The current article aims to assess the prevalence of schistosomiasis and the presence of intermediates hosts for Schistosoma mansoni in the district of Ravena, Municipality of Sabará, Minas Gerais State, Brazil, 27 years after implementing water treatment and specific treatment for infected individuals. Ravena responded positively to schistosomiasis control measures, with a prevalence of 2.5%. However, the district remains a potential risk area, since it displays favorable environmental and ecological factors for maintenance of the disease. For the prevalence rates to continue low, it will be necessary to invest in sanitation and health education, in addition to treatment of infected individuals.
Os programas de controle da esquistossomose no Brasil têm contribuído para a redução da prevalência e das formas graves da doença, mas não têm impedido que novos focos apareçam, especialmente nas áreas periféricas dos grandes centros urbanos do país. O presente artigo tem como objetivo avaliar a prevalência da esquistossomose e a presença de hospedeiros intermediários do Schistosoma mansoni no distrito de Ravena, Município de Sabará, Minas Gerais, Brasil, após 27 anos da implantação do sistema de água tratada e do tratamento específico da população infectada. Ravena apresentou uma resposta positiva às intervenções de controle da esquistossomose, apresentando uma prevalência de 2,5%. Porém, é uma área de risco em potencial, pois apresenta fatores ambientais e ecológicos favoráveis à manutenção da doença. Para que os níveis de prevalência continuem baixos, será necessário investir em saneamento, educação em saúde além de tratamento dos infectados.
Subject: Controle de Doenças Transmissíveis
Esquistossomose mansoni
Molusco
Communicable Disease Control
Schistosomiasis mansoni
Mollusca
Editor: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0102-311X2009000500006
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2009000500006
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2009000500006
Date Issue: 1-May-2009
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0102-311X2009000500006.pdf250.63 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.