Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/38706
Type: Artigo de periódico
Title: Temas e abordagens das ciências sociais e humanas em saúde na produção acadêmica de 1997 a 2007
Title Alternative: Themes and approaches of academic production at Social and Human Sciences in Health from 1997 to 2007
Author: Canesqui, Ana Maria
Abstract: This article is a summary on the intellectual production of Social and Human Science in Health concerned to the Public Health area in Brazil. It includes 498 articles and books reviews, from eight Public Heath journals consulted in the electronic database SciELO. A theoretical and methodological analysis was performed on the main and secondary's themes, the changes in the previous decades, considering also the literature reviews (1997-2007). The themes and its perceptual distributions are: health policies and institutions 32.5% ; health and illness 18.5%; gender and health 16.5%; violence and health 9.0%; old age and aging 4.0%; human resources, health professions and education 7.5%; social studies on sciences production and techniques 7.0% as well as health education and communication 4.0%. The results show an academic production growth; the use of combined theories, approaches and methodologies; the residual interdisciplinary between live science and social science and the guarantee of the disciplinarian's approaches. A multi-institutional research agenda is recommended to refine the investigations on health conditions and social transformations; health policies and services; professional training; knowledge and technologies.
Analisa-se a produção intelectual das ciências sociais e humanas em Saúde a partir de 498 artigos e resenhas de livros selecionados em oito periódicos de Saúde Pública/Saúde Coletiva, registrados na base eletrônica de dados SciELO no período 1997 a 2007, através de palavras-chave. Os textos foram selecionados através de critérios de uma listagem de 1.926 artigos identificados. Os temas pesquisados e suas proporções no conjunto da literatura foram: política e instituições de saúde, 32,5%; saúde e doença, 18,5%; gênero e saúde, 16,5%; violência e saúde, 9%; velhice e envelhecimento, 4,0%%; recursos humanos, profissões e formação, 7,5%; produção social das ciências e das técnicas, 7,0% e educação e comunicação em saúde, 4,0%. Os resultados apontam a expansão da produção acadêmica; concentração de 50% dos textos nos dois primeiros assuntos; uso de teorias de médio alcance; das mediações e de teorias e metodologias combinadas; incipiente interdisciplinaridade entre ciências sociais e ciências da vida; abordagens disciplinares. Recomenda-se a discussão de uma agenda de investigação multicêntrica, capaz de diversificar e aprofundar temas sobre condições de saúde e mudanças sociais; a política e serviços de saúde; a formação profissional e conhecimento e tecnologias.
Subject: Ciências sociais e humanas em saúde
Produção acadêmica
Saúde coletiva
Social and human sciences in health
Academic production
Public health
Editor: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1413-81232010000400011
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000400011
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232010000400011
Date Issue: 1-Jul-2010
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1413-81232010000400011.pdf64.74 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.