Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/38491
Type: Artigo de periódico
Title: Research publications in the field of health: omission of hypotheses and presentation of common-sense conclusions
Title Alternative: Publicações de pesquisas de campo em saúde: omissão de hipóteses e apresentação de conclusões do senso comum
Author: Turato, Egberto Ribeiro
Machado, Alexandre Cason
Silva, Douglas Fini
Carvalho, Guilherme Machado de
Verderosi, Natalia Reis
Souza, Thiago Ferreira de
Abstract: CONTEXT AND OBJECTIVE: Medical literature should consist of knowledge applicable to professional education; nevertheless, the profusion of articles in databases provokes disquiet among students. The authors considered the premise that scientific production in the field of health follows a mechanical description of phenomena without the clarity of motivating questions. The aim was to interpret material from expert reports, applied by medical students to analyze articles from renowned journals. DESIGN AND SETTING: This research project was exploratory, searching for latent meanings regarding methodological problems in a sample of papers. It was performed in a Brazilian medical school. METHODS: The sample was intentionally built, consisting of articles related to original research in the field of health, published over the previous five years. The results came from text content analysis, performed by a professor and his medical students. RESULTS: (1) Failure to state a hypothesis is an equivocal practice: articles did not show clarity of hypothesis to demonstrate that their authors had epistemological knowledge of the methods chosen. (2) There is a certain belief that in normal scientific practice, hypotheses are unnecessary: studies without explicit hypotheses led to suppositions that they merely repeat dominant models. (3) Presentation of common sense as scientific conclusions: research brings together what would have mobilized the researchers initially. CONCLUSIONS: Absence of formal hypotheses leaves scientific production vulnerable when put under epistemological discussion. Conclusions from scientific articles are often confounded with common-sense statements. Quantitative research is suggested, for studying the frequency of occurrence of these dubious methodological points.
CONTEXTO E OBJETIVO: A literatura médica deve se constituir de conhecimentos aplicáveis à educação profissional. Não obstante, a profusão de artigos nas bases de dados provoca inquietação entre os estudantes. Os autores consideraram a premissa de que a produção científica de campo em saúde segue uma descrição mecânica dos fenômenos sem clareza de questões motoras. O alvo foi interpretar material dos pareceres aplicados por estudantes de medicina ao analisarem artigos de periódicos indexados. DESENHO E LOCAL: Projeto de pesquisa exploratório, procurando significados latentes referentes a problemas metodológicos em uma amostra de artigos. Foi realizado em uma faculdade de medicina brasileira. MÉTODOS: Amostra construída intencionalmente com artigos de pesquisas originais de campo em saúde, publicados nos cinco anos precedentes. Resultados da investigação vieram de análise de conteúdo dos textos, realizada pelo professor com seus alunos. RESULTADOS: (1) Omissão da enunciação de hipóteses é prática equivocada: os artigos não mostraram clareza nas hipóteses para evidenciar que seus autores conheciam epistemologicamente os métodos escolhidos. (2) Premissa de que a prática da ciência normal pode deixar de pensar hipóteses: trabalhos sem hipóteses explícitas fizeram supor que eram meros repetidores dos modelos dominantes. (3) Apresentações do senso comum como sendo conclusões científicas: as pesquisas trouxeram fechamentos não-amarrados com o que teria mobilizado os investigadores inicialmente. CONCLUSÕES: Ausência de hipóteses formais faz produções científicas ficarem vulneráveis quando postas sob discussão epistemológica. Conclusões de artigos científicos são confundidas freqüentemente com afirmações do senso comum. Pesquisas quantitativas são sugeridas para estudar freqüências desses pontos metodológicos duvidosos.
Subject: Educação médica
Conhecimento
Métodos
Pesquisa qualitativa
Projetos de pesquisa
Medical education
Knowledge
Methods
Qualitative research
Research design
Editor: Associação Paulista de Medicina - APM
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1516-31802006000400011
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802006000400011
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-31802006000400011
Date Issue: 1-Jan-2006
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1516-31802006000400011.pdf111.04 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.