Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/359102
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: São Paulo Faz Escola : dez anos do currículo paulista de sociologia
Title Alternative: São Paulo Faz Escola Program : ten years of the paulista curriculum for sociology
Author: Silva, Fernanda Dias da, 1981-
Advisor: Zan, Dirce Djanira Pacheco e, 1969-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa se dedica a analisar o Currículo Paulista de Sociologia dentro do Programa São Paulo Faz Escola, discutindo a coerência ideológica das políticas educacionais dos governos do PSDB no Estado de São Paulo com o governo federal da década de 1990. O Currículo de Sociologia foi elaborado no contexto de dois movimentos: a "Nova agenda da educação do estado de São Paulo" e a "Campanha pela obrigatoriedade da Sociologia no Ensino Médio". Nesse sentido o documento curricular carrega ambiguidades próprias, por ter como base as Orientações Curriculares Nacionais de Sociologia e, ao mesmo tempo, ter que incorporar a pauta da Secretaria da Educação, ancorada nas pedagogias da competência. Os resultados dessa pesquisa mostram que o trabalho docente não é impactado apenas pelos documentos curriculares e materiais de apoio, e sim pelo conjunto de políticas educacionais de avaliações, docente e discente, formações/capacitações, estabelecimento de metas, desvalorização do trabalho e salário. Enquanto analisávamos o Currículo de Sociologia de 2009, construído no bojo da campanha pela obrigatoriedade, outro currículo era gestado, construído a partir da Lei nº 13.415 de 2017, que não apenas altera completamente a organização do Ensino Médio como também relega novamente a Sociologia a estudos e práticas a serem desenvolvidos de forma interdisciplinar, tirando sua obrigatoriedade como disciplina. Hoje, depois de quase dez anos do que parecia uma institucionalização do lugar da Sociologia nas escolas, voltamos à campanha para manter a obrigatoriedade da disciplina. Nesse sentido, esta dissertação busca compreender melhor os desdobramentos dessa luta de décadas pela institucionalização da disciplina de Sociologia no Currículo Paulista.

Abstract: This research is dedicated to analyzing the Paulista Sociology Curriculum within the São Paulo Faz Escola Program, discussing the ideological coherence of the educational policies of the PSDB governments in the State of São Paulo with the federal government of the 1990s. The Sociology Curriculum was developed in the context of two movements: the 'New education agenda for the state of São Paulo' and the Campaign for the mandatory Sociology in High School '. In this sense, the curriculum document has its own ambiguities, as it is based on the National Curricular Guidelines for Sociology and, at the same time, it has to incorporate the agenda of the Secretariat of Education, anchored in competence pedagogy. The results of this research show that the teaching work is not impacted only by the curricular documents and support materials, but by the set of educational policies for assessments, teacher and student, training / qualifications, setting goals, devaluation of work and wage. While we were analyzing the 2009 Sociology Curriculum, built in the midst of the mandatory campaign, another curriculum was created, this one, based on Law 13,415 of 2017, which not only completely changes the organization of High School but also relegates again Sociology to studies and practices to be developed in an interdisciplinary way, removing its obligation as a discipline. Today, after almost ten years of what seemed to be an institutionalization of the place of Sociology in schools, we return to the campaign for the discipline to be mandatory. In this sense, this dissertation seeks to better understand the consequences of this decades-long struggle for the institutionalization of the discipline of Sociology in the São Paulo curriculum.
Subject: Currículos
Educação e Estado
Sociologia - Estudo e ensino
Educação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SILVA, Fernanda Dias da. São Paulo Faz Escola: dez anos do currículo paulista de sociologia . 2020. 1 recurso online ( 145 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_FernandaDiasDa_M.pdf2.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.