Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/359100
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Percepção do ambiente de aprendizagem de aula de aula e as relações interpessoais de alunos
Title Alternative: Perception of the classroom learning environment and the interpersonal relations of students
Author: Alves, Larissa Jéssica, 1991-
Advisor: Martinelli, Selma de Cássia, 1964-
Abstract: Resumo: O espaço escolar é, depois do ambiente familiar, o principal espaço de convívio social dos indivíduos, pois é na escola que o aluno entra em contato com outros sujeitos diferentes daqueles pertencentes ao seu núcleo familiar. Nesse contexto de convivência as relações interpessoais entre os pares e o ambiente psicossocial da sala de aula são condições que podem contribuir positivamente ou negativamente para o sucesso escolar dos alunos. Considerando serem essas condições importantes para o processo de aprendizagem escolar, a presente pesquisa teve por objetivo investigar e analisar as possíveis relações entre a percepção do ambiente de aprendizagem de sala de aula dos alunos e as escolhas e rejeições entre pares e os motivos dessas escolhas. A amostra foi composta por 130 adolescentes, que cursavam do 6° ano ao 9º ano do Ensino Fundamental II, de uma escola estadual do interior do estado de São Paulo. Para a avaliação, foram utilizados dois instrumentos: Inventário de Ambiente de Aprendizagem de Sala de Aula (IASSA), desenvolvido para esta pesquisa e a nomeação sociométrica de pares. Os resultados revelaram que os alunos têm uma percepção mais positiva que negativa de seu ambiente de aprendizagem de sala de aula. No que se refere à nomeação sociométrica de pares, um pequeno grupo de estudantes constituiu os mais escolhidos para estudar (6,92%) e um outro grupo foi composto pelos mais rejeitados (7,7%). A justificativa mais citada para as escolhas para estudar foi a amizade (37,64%), seguida do engajamento escolar (26,83%), já para as escolhas de não estudar foi o comportamento agressivo (37,93%), seguido do baixo engajamento escolar (22,41%). Os resultados também revelaram diferenças significativas entre os sexos, sendo que as meninas são mais escolhidas para estudar que os meninos (Mean Rank=71,48), enquanto os meninos foram os mais lembrados nas escolhas de não estudar (Mean Rank =80,24). Resultados adicionais apontaram para uma correlação positiva significativa de magnitude baixa entre os alunos escolhidos para estudar e a subescala de Apoio do Professor do IAASA. Considera-se que os resultados apresentados e discutidos revelam contribuições para a investigação do ambiente psicossocial da sala de aula, além de permitirem uma reflexão sobre as justificativas citadas pelos alunos para as escolhas de estudar e não estudar nas relações entre os pares. Espera-se que o presente trabalho possa contribuir com os estudos científicos da área, no sentido de proporcionar reflexões sobre o ambiente de aprendizagem e o contexto das relações em sala de aula.

Abstract: The school environment is, after the family environment, the main social space for individuals because at school students meet others than those belonging to their family unit. In this context, interpersonal relationships between peers and the psychosocial environment of the classroom are conditions that can contribute either positively or negatively to students' academic success. Considering that, these conditions are important for the school learning process, this research aimed to investigate and analyze the possible relationships between the perception of the students' classroom learning environment, the choices and rejections among peers and the reasons for these choices. The sample consisted of 130 teenagers who were in the Middle School, from a state school in the inner part of the state of São Paulo. For the evaluation, two instruments were used: Classroom Learning Environment Inventory (IASSA) developed for this research, and the sociometric nomination of peers. The results showed that students have a more positive than negative perception of their classroom learning environment. Regarding the sociometric nomination of peers, a small group of students was the most chosen to study with (6.92%) and another group was composed of the most rejected ones (7.7%). The main reason for the choices to study with was friendship (37.64%), followed by school engagement (26.83%), whereas for the choices of not studying with it was aggressive behavior (37.93%), followed by low school engagement (22.41%). The results also revealed significant differences between genders, with girls being more chosen to study with than boys (Mean Rank = 71.48), while boys were the main choice of not studying with (Mean Rank = 80.24). Additional results pointed to a significant, positive and low correlation between students chosen to study with and the IAASA Teacher Support subscale. The results presented and discussed reveal contributions to the investigation of the classroom’s psychosocial environment, in addition to allowing a reflection about the justifications mentioned by students for the choices of studying with and not studying with in the relationships between peers. It is expected for this research to contribute to other scientific studies in this field, in order to provide reflections about the learning environment and the context of classroom relationships.
Subject: Ambiente de aprendizagem
Ambiente de sala de aula
Relações interpessoais
Sociometria
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ALVES, Larissa Jéssica. Percepção do ambiente de aprendizagem de aula de aula e as relações interpessoais de alunos . 2021. 1 recurso online ( 129 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP.
Date Issue: 2021
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Alves_LarissaJessica_M.pdf1.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.