Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/359051
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Manifestações clínicas associadas ao crescimento em lactentes com fibrose cística : um estudo observacional
Title Alternative: Clinical manifestations associated with growth in infants with cystic fibrosis : an observational study
Author: Guirau, Renata Rodrigues, 1989-
Advisor: Lomazi, Elizete Aparecida, 1957-
Abstract: Resumo: Introdução: A Fibrose Cística (FC) é uma doença genética, de herança autossômica recessiva, com risco aumentado de desnutrição e falha no crescimento, em consequência ao aumento da necessidade energética, da redução no apetite, da doença pulmonar e da insuficiência pancreática. O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil antropométrico de lactentes portadores de FC ao longo dos dois primeiros anos de vida e sua associação com variáveis clínicas, em um ambiente ambulatorial de um centro de referência. Métodos: Estudo de coorte observacional, em que registros médicos de crianças portadoras de FC foram revisados. Foram coletados dados referentes à idade ao diagnóstico, manifestações pulmonares, microbiologia de vias aéreas, função pancreática, íleo meconial, admissões hospitalares e dados antropométricos de peso e altura em cinco momentos, ao nascimento, 6, 12, 18 e 24 meses de vida. Resultados: Um total de 67 pacientes participaram do estudo. O peso foi classificado como adequado para mais de 90% da amostra em todos os momentos estudados, exceto aos 6 meses, em que 31% da amostra apresentaram peso baixo ou muito baixo para a idade. A maior frequência de baixa estatura para idade também foi observada aos 6 meses, 34%, reduzindo para 10%, aos 24 meses. Em relação ao IMC, maior frequência de valores abaixo do esperado foram observados aos 6 meses. A partir dos 12 meses, observou-se aumento na frequência de sobrepeso e obesidade. A mediana de idade ao diagnóstico foi de 55 dias de vida, indicador inversamente correlacionado à estatura aos 18 meses de vida. Em 90% dos pacientes foram identificadas as duas variantes genéticas relacionadas à fibrose cística, o genótipo não se associou aos dados antropométricos. O tempo de internação apresentou correlação negativa com peso e comprimento aos 6 meses de idade, sendo que quanto maior a idade da criança, menor foi o período de admissão hospitalar. A identificação de Staphilococcus aureus na cultura de orofaringe e o relato por parte dos cuidadores da presença de manifestações pulmonares estiveram relacionados a performance inferior no perfil antropométrico. Não foi observada correlação estatística entre os indicadores antropométricos e idade ao nascer, função pancreática, íleo meconial e manifestações gastrointestinais. Conclusão: Os pacientes com FC acompanhados em ambulatório especializado desde os primeiros meses de vida alcançaram o alvo desejado de peso e estatura ao completarem 24 meses de vida. A idade ao diagnóstico, a presença de Staphilococcus aureus e o tempo de internação representaram fatores de influência significativa no crescimento de pacientes com fibrose cística, sobretudo nos primeiros 6 meses de vida. Os demais parâmetros clínicos avaliados não apresentaram associação com evolução do peso e da estatura nos pacientes na amostra estudada.

Abstract: Background: Cystic Fibrosis (CF) is a genetic disease, with autosomal recessive inheritance, with an increased risk of malnutrition and growth failure, resulting from increased energy needs, reduced appetite, lung disease and pancreatic insufficiency. The aim of this study was to assess the anthropometric status of infants with CF in the first two years of life and its association with clinical factors, in an outpatient setting in a referral center. Methods: Observational cohort study, in which medical records of children with CF were reviewed. Data on age at diagnosis, lung disease, airway microbiology, pancreatic function, meconium ileus, hospital admissions and anthropometric data on weight and height were collected at five moments, at birth, at 6, 12, 18 and 24 months of age. Results: A total of 67 patients participated in the study. Weight was classified as adequate in more than 90% of the sample in all moments studied, except at 6 months, in which 31% of the sample had low or very low weight for their age. The highest frequency of short stature for age was observed at 6 months, with 34% of frequency, a value that decreases to 10% at 24 months. In relation to BMI, there is a higher frequency of values below expectations at 6 months of life. From 12 months, there is an increase in the frequency of overweight and obesity. The median age at diagnosis was 55 days of life, this indicator being inversely correlated with height at 18 months of age. In 90% of patients, the two genetic variants related to cystic fibrosis were identified, and this indicator was not associated with anthropometric data. The length of hospital stay showed a negative correlation with weight and length at 6 months of age, and the higher the child's age, the shorter the hospital stay. The identification of Staphilococcus aureus in the oropharynx culture and the caregivers' report of the presence of pulmonary manifestations were related and a poor anthropometric status. There was no statistical correlation between anthropometric indicators and age at birth, pancreatic function, meconium ileus and gastrointestinal manifestations. Conclusions: CF patients followed up in a specialized outpatient clinic from the first months of life reach the desired target of weight and height until they are 24 months old. The age at diagnosis, the presence of Staphilococcus aureus and the length of stay in hospital admissions represented factors that influence the growth of patients with cystic fibrosis, especially in the first 6 months of life. The other clinical parameters evaluated did not show any influence on the evolution of patients' weight and height in the studied sample.
Subject: Lactentes - Desenvolvimento
Fibrose cística
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: GUIRAU, Renata Rodrigues. Manifestações clínicas associadas ao crescimento em lactentes com fibrose cística : um estudo observacional . 2020. 1 recurso online ( 65 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Guirau_RenataRodrigues_M .pdf2.88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.