Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/357551
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Território, espaço banal e soberania : a privatização da Petrobrás
Title Alternative: Territory, banal space and sovereignty : the privatization of Petrobrás
Author: Salgado, Carlos Eduardo Salazar, 1981-
Advisor: Cataia, Márcio Antonio, 1962-
Abstract: Resumo: Este trabalho analisa as causas do processo de privatização da Petrobrás no contexto da globalização perversa, buscando compreender as consequências no espaço banal brasileiro. Considerando que a Petrobrás é parte da construção de um projeto soberano para o Brasil, entendemos que ela resulta do papel do Estado de construir seu território como abrigo dos brasileiros. O processo de globalização observado na economia mundial desde meados da década de 1970, no entanto, vem impondo aos territórios diversos mecanismos de financeirização das atividades nacionais, e este é o contexto das privatizações dos serviços públicos e das estatais, nas quais se insere a Petrobrás. Esse movimento de privatizações vai transformando o território como abrigo dos brasileiros em território como recurso da acumulação financeira, e assim desfuncionaliza os recursos específicos do território, desagrega redes de funcionamento social e territorial, comprometendo sua finalidade original de atender aos sujeitos nacionais. Essa desfuncionalização do território é percebida com maior criticidade no cotidiano dos brasileiros pobres, comprometendo a qualidade do espaço banal, lugar da vida das pessoas comuns, e seu acesso aos direitos básicos de cidadania. A privatização da Petrobrás compromete a soberania nacional ao mesmo tempo em que diminui a potência, a possibilidade, da construção da cidadania no país

Abstract: This research aim to analyze the causes of Petrobrás privatization process in the context of perverse globalization, seeking to understand the consequences in the Brazilian banal space. Petrobrás is part of the construction of a sovereign project for Brazil, it results in the State's role in building its territory as a shelter for Brazilians. The globalization process observed in the world economy since the mid-1970s, however, has been imposing on the territories several mechanisms for financializing national activities, this is the context of the privatization of public and state services in which Petrobrás is inserted. The privatization movement is transforming the territory as a shelter for Brazilians into territory as a resource for financial accumulation. This movement dysfunctions the specific resources of the territory, disaggregating networks of social and territorial functioning, compromising its original purpose of serving national subjects. This defunctionalization of the territory is perceived with greater criticality in the daily lives of the poor Brazilians, compromising the quality of the banal space, the place of ordinary people's lives and their access to basic citizenship rights. The privatization of Petrobrás undermines national sovereignty while decreasing the power, the possibility, of building citizenship in the country
Subject: Estado
Petróleo
Financeirização
Cotidiano
Cidadania
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SALGADO, Carlos Eduardo Salazar. Território, espaço banal e soberania: a privatização da Petrobrás. 2020. 1 recurso online (120 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Salgado_CarlosEduardoSalazar_M.pdf1.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.