Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/357024
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Influência das regras de corte nos resultados da avaliação do ciclo de vida de edificações completas
Title Alternative: Influence of cutoff rules on whole building life cycle assessment results
Author: Pulgrossi, Lizzie Monique, 1981-
Advisor: Silva, Vanessa Gomes da, 1971-
Abstract: Resumo: As certificações ambientais apresentam metodologias qualitativas amigáveis para avaliar o desempenho das edificações, porém podem apresentar resultados distorcidos. Na tentativa de melhorar estes resultados e indicar benefícios ambientais reais, as principais certificadoras (LEED, BREEAM, DGNB, etc.) têm inserido o uso da técnica de avaliação do ciclo de vida (ACV) em seu sistema, ainda que de forma facultativa e com pequena participação no resultado final. A ACV busca compreender os aspectos ambientais e potenciais impactos a partir de uma abordagem quantitativa dos fluxos de massa e energia ao longo da existência de um produto. Porém, a grande quantidade de dados, por vezes indisponíveis ou inexistentes e a extensa vida útil da edificação estão dentre os principais limitadores do uso desta técnica como meio de avaliar ambientalmente as construções. Para tanto, são utilizadas diferentes estratégias de simplificação, dentre elas as exclusões de insumos menos importantes dos inventários ACV, regularizadas através das regras de corte. Esta pesquisa têm como objetivo maior investigar a influência que duas diferentes regras de corte implicam sobre os resultados da ACV de edificações completas (ACVed), a partir da comparação de três cenários: 1) Modelagem baseline; 2) Modelagem sob a regra de corte por massa e energia, conforme a norma europeia EN 15804:2012, aplicada sobre a etapa de produto; 3) Modelagem sob a regra de corte por subsistemas construtivos, segundo a certificação ambiental LEED v4 (considerando apenas estrutura e envelope). Estes cenários foram aplicados sobre quatro estudos de caso com diferentes tipologias construtivas e funcionais. Para as modelagens do berço ao túmulo (A1-5, B4, C1-2), em um período de 50 anos, foram utilizados o software SimaPro 8.5/9.0, a base de dados Ecoinvent 3.4/3.5 e as metodologias de avaliação de impacto CED v1.11 e CMI-IA baseline v3.05, observando apenas os impactos incorporados, portanto desconsiderando energia e água operacionais da etapa de uso (B6 e B7). A vida útil dos elementos, distribuídos em 11 subsistemas construtivos, seguiu a NBR 15575-1:2013. Os achados demonstraram que apesar de ambas regras reduzirem consideravelmente os esforços na fase de inventário ACVed, o corte por massa e energia possui maior abrangência de materiais em diferentes subsistemas construtivos, mantendo uma alta aderência dos resultados de impactos em todas as categorias analisadas, principalmente na etapa de uso, quando há maior intensidade de reposições e substituições. Já o corte por subsistemas, por excluir da avaliação todos os elementos internos, apresenta maior desvio nos resultados finais, principalmente nas categorias de ecotoxicidades, toxicidade humana e depleção de recursos, quando empregada sobre estudos de edificações com grande intensidade de sistemas prediais. Esta situação implica em recomendações para revisão do protocolo ACVed adotado pela certificação LEED, uma vez que seu público alvo tende a edifícios corporativos, consumidores massivos de sistemas e elementos internos com alta taxa de manutenção (reposições e substituições). Também, foram identificadas associações entre as categorias de impacto, os subsistemas construtivos e os materiais de construção, permitindo melhorar a compreensão sobre o comportamento ambiental das edificações

Abstract: Environmental rating systems are friendly qualitative methodologies to assess building performance, however, it can show not reliable results. To improve the results and indicate real environmental benefits, some buildings environmental rating systems (e.g. LEED, BREEAM, DGNB, etc.) have included in its methodology the use of life cycle assessment (LCA), although on an optional way and with a little participation in final results. LCA seeks to understand environmental aspects and potential impacts from a quantitative approach of mass and energy flows through the product life span. However, the use of LCA is challenged mainly due to the large amount of data, sometimes unavailable, and the long buildings life span, preventing the integration of LCA into typical design practice. Thus, there are many different ways to simplify this kind of assessment, such as excluding less important flows and elements from the LCA inventories, based on cutoff rules. This research therefore aims at investigating the influence of two different cutoff rules over the whole building LCA (wbLCA), comparing three simulation scenarios: 1) Baseline modeling; 2) Mass and energy cutoff modeling, according to European Standard (EN 15804:2012) and applied over the product stage; 3) Element building cutoff modeling, according to LEED v4 rating systems approach, i.e. considering structure and envelope only. These scenarios were applied on four case studies with different typologies of use and structural systems. The SimaPro v.8.5/9.0 software, the Ecoinvent database v.3.4/3.5 and the CED v1.11 and CML-IA baseline v3.05 LCIA method were used in the cradle to grave modeling (A1-5, B4, C1-2), considering 50 years of building life span and only embodied impacts, that is, disregarding operational energy and water use (B6 and B7 modules). The components were distributed into 11 building elements, and these reference service lives were established according with the NBR 15575-1:2013. The results showed that both cutoff rules reduce the flows in the inventory phase, but mass and energy approach retain materials in different building elements, mainly those intensively replaced in use stage, computing more impacts through all analyzed categories. The building element cutoff approach excludes building systems and internal components, presenting low coverage of final results, mainly in Abiotic depletion ¿ resources, and Human and eco-toxicity impacts categories, when applied in studies with high intensity of building systems. It is necessary a review about the LCA adopted by the LEED certification, since its main audience are corporate buildings, that typically presents a massive consumption of building systems and internal elements with high number of replacements. Also, some associations were identified between the impact categories, the building elements and the construction material, making possible to understand buildings' environmental behavior
Subject: Avaliação do ciclo de vida
Energia incorporada (Edificações)
Industria de construção civil - Aspectos ambientais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PULGROSSI, Lizzie Monique. Influência das regras de corte nos resultados da avaliação do ciclo de vida de edificações completas. 2020. 1 recurso online (124 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/357024. Acesso em: 22 abr. 2021.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:FEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pulgrossi_LizzieMonique_M.pdf4.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.