Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/355281
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Análise de conteúdo dos diagnósticos de enfermagem relacionados à incontinência urinária
Title Alternative: Content analysis of nursing diagnoses related to urinary incontinence
Author: Costa, Juliana Neves da, 1978-
Advisor: Lopes, Maria Helena Baena de Moraes, 1959-
Abstract: Resumo: Introdução: A utilização de um sistema de linguagem padronizada favorece o entendimento entre os diferentes membros da equipe envolvidos no cuidado ao indivíduo com incontinência urinária, facilita a comparação de dados utilizados em pesquisas e o ensino. Na enfermagem, a taxonomia da NANDA-I tem por objetivo padronizar a linguagem utilizada pelos enfermeiros e a inferência diagnóstica. Entretanto, apesar do crescente número de publicações na área de validação diagnóstica, alguns dos diagnósticos de incontinência urinária contidos nessa taxonomia estão desatualizados, com termos pouco claros que dificultam a inferência e a diferenciação entre os diagnósticos dessa classe. Objetivos: Revisar a estrutura conceitual e teórica dos diagnósticos de enfermagem relacionados à incontinência urinária da NANDA-I, versão 2018-2020; estabelecer os limites conceituais entre os diagnósticos de enfermagem que apresentem similaridades entre seus componentes e identificar a estrutura de novos diagnósticos não incluídos nessa taxonomia. Método: Estudo metodológico, desenvolvido em três etapas: (1) mapeamento cruzado dos diagnósticos de enfermagem de incontinência urinária propostos pela NANDA-I (2018-2020) e a terminologia da Sociedade Internacional de Continência (International Continence Society - ICS); (2) análise simultânea de conceitos dos diagnósticos de enfermagem de incontinência urinária da taxonomia da NANDA-I e (3) análise de conteúdo diagnóstico por 51 juízes com expertise na área. O Índice de Validade de Conteúdo (IVC) foi calculado para cada um dos elementos que compõem os diagnósticos analisados e aqueles que não alcançaram o valor previamente estabelecido de 0,85 foram excluídos. Resultados: O mapeamento cruzado entre os diagnósticos de enfermagem da NANDA-I e os sinais, sintomas e observações urodinâmicas descritos nos documentos publicados pela ICS facilitou a identificação dos termos que deveriam ser revisados. Durante a análise simultânea de conceitos foram analisados cinco diagnósticos de enfermagem contidos na versão atual da NANDA-I. Dois novos diagnósticos foram identificados - Incontinência Urinária Mista e Incontinência Urinária Transitória. Por outro lado, o diagnóstico Incontinência Urinária por Transbordamento não tem sustentação na literatura, para ser mantido na taxonomia da NANDA-I. Durante o processo de análise de conteúdo foram avaliados 150 elementos desses diagnósticos quanto à relevância e representatividade, incluindo rótulo, definição, características definidoras, fatores relacionados, condições associadas e populações em risco. Dos 150 elementos avaliados, foram excluídos 41 por apresentarem IVC menor que 0,85 e acrescentados 17 por sugestão dos juízes e nova consulta na literatura. Os diagnósticos de Incontinência Urinária Reflexa e Funcional tiveram seus títulos modificados para Incontinência Urinária por Hiperatividade Detrusora Neurogênica e Incontinência Urinária Associada a Disabilidade, os diagnósticos de Incontinência Urinária por Esforço e por Urgência não tiveram alteração no título. Conclusão: A análise dos diagnósticos de enfermagem relacionados à incontinência urinária permitiu a sugestão da incorporação de dois novos diagnósticos de enfermagem, modificação do título de outros dois e exclusão de um diagnóstico da taxonomia da NANDA-I. Com isso, espera-se que, além de facilitar a identificação desse fenômeno pelos enfermeiros, a taxonomia da NANDA-I possa ter maior correspondência com a terminologia da ICS, permitindo que possa ser compreendida pelos diferentes membros da equipe multiprofissional envolvidos na assistência às pessoas com incontinência urinária

Abstract: Introduction: The use of a standardized language system favors understanding between the different team members involved in caring for individuals with urinary incontinence, facilitating a comparison of data used in research and teaching. In nursing, the NANDA-I taxonomy aims to standardize the language used by nurses and the diagnostic inference. However, despite the growing number of publications in the area of diagnostic validation, some of the diagnoses of urinary incontinence contained in the NANDA-I taxonomy are outdated, with unclear terms which make it difficult to infer and differentiate between the diagnoses of this class. Objectives: To review the conceptual and theoretical framework of NANDA-I urinary incontinence nursing diagnoses, version 2018-2020; to establish the conceptual boundaries between nursing diagnoses which present similarities between their components and identify the structure of new diagnoses not included in this taxonomy. Methods: A methodological study developed in three steps: (1) cross-mapping of the urinary incontinence nursing diagnoses proposed by NANDA-I (2018-2020) and the terminology of the International Continence Society (ICS); (2) simultaneous analysis of concepts of NANDA-I taxonomy urinary incontinence nursing diagnoses; and (3) diagnostic content analysis by 51 judges with expertise in the area. The Content Validity Index was calculated for each of elements that compound the diagnoses analysed, and those that did not reach the previously established value of 0.85 were excluded. Results: Cross-mapping between the NANDA-I nursing diagnoses and the urodynamic signs, symptoms, and observations described in documents published by the ICS facilitated identifying terms that should be reviewed. Furthermore, five nursing diagnoses contained in the current version of NANDA-I were analyzed during the simultaneous analysis of concepts. Two new diagnoses were identified - Mixed Urinary Incontinence and Transient Urinary Incontinence. On the other hand, the diagnosis of Overflow Urinary Incontinence is not supported in the literature to be maintained in the NANDA-I taxonomy. Next, 150 elements of these diagnoses were evaluated for relevance and representativeness during the content analysis process, including labeling, definition, defining characteristics, related factors, associated conditions and populations at risk. Of the 150 elements evaluated, 41 were excluded because they had Content Validity Index lower than 0.85 and 17 were added by suggestion of the judges and new consultation in the literature.The diagnoses of Reflex and Functional Urinary Incontinence had their titles changed to Neurogenic Detrusor Overactivity Urinary Incontinence and Disability-Associated Urinary Incontinence, while the diagnoses of Stress and Urgency Urinary Incontinence did not change. Conclusion: An analysis of nursing diagnoses related to urinary incontinence enabled the suggestion to incorporate two new nursing diagnoses, change the title of two others, and exclude one diagnosis from NANDA-I taxonomy. Thus, it is hoped that the NANDA-I taxonomy may have greater correspondence with ICS terminology, in addition to facilitating identification of this phenomenon by nurses, thus enabling it to be understood by the different members of the multiprofessional team involved in providing care to people with urinary incontinence
Subject: Diagnóstico de enfermagem
Estudos de validação
Incontinência urinária
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: COSTA, Juliana Neves da. Análise de conteúdo dos diagnósticos de enfermagem relacionados à incontinência urinária. 2019. 1 recurso online ( 247 p.) Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Enfermagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costa_JulianaNevesDa_D.pdf5.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.