Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/355135
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Validação dos resultados de enfermagem propostos pela Nursing Outcomes Classification para o estabelecimento da amamentação
Title Alternative: Validation of nursing outcomes proposed by Nursing Outcomes Classification for breastfeeding establishment
Author: Emidio, Suellen Cristina Dias, 1988-
Advisor: Carmona, Elenice Valentim, 1976-
Abstract: Resumo: Introdução: A avaliação do processo de amamentação ainda é um desafio para os enfermeiros devido a dificuldades relacionadas ao acompanhamento objetivo da sua evolução, bem como documentação, considerando aspectos relacionados tanto à mulher quanto ao bebê. Assim, o uso de Classificações de Enfermagem, como a Nursing Outcomes Classification (NOC), pode ser especialmente útil no contexto de avaliação e acompanhamento da amamentação em unidades de internação neonatais. Objetivo: Validar os Resultados de enfermagem "Estabelecimento da amamentação: lactente" e "Estabelecimento da amamentação: mãe", propostos pela Nursing Outcomes Classification. Método: Pesquisa metodológica, desenvolvida em três estudos. Primeiro estudo: revisão dos indicadores e construção das definições conceituais (DC) e operacionais (DO) para os resultados "Estabelecimento da amamentação: lactente" e "Estabelecimento da amamentação: mãe", por meio de revisão integrativa da literatura. Segundo estudo: validação do conteúdo dos resultados estudados, das DC e DO dos indicadores por oito especialistas. Terceiro estudo: validação clínica dos referidos resultados de enfermagem junto a mães e bebês, sob cuidados semi-intensivos. Vídeos dessas mães amamentando foram avaliados de forma independente por quatro enfermeiras: duas utilizaram os indicadores da NOC acompanhados pelas DC e DO validadas, enquanto as outras duas utilizaram os mesmos indicadores sem as definições. As enfermeiras avaliaram vídeos de cada binômio em três episódios de amamentação: no momento em que ocorreu a inclusão na pesquisa; 24 horas após a primeira avaliação e 48 horas depois. Alguns indicadores foram coletados por meio de entrevista e dados do prontuário. O tamanho amostral foi de 61 binômios em processo de estabelecimento da amamentação. Os dados foram analisados utilizando o software estatístico Statistical Package for Social Sciences (SPSS) 20.0. Na avaliação da concordância entre os quatro avaliadores, foi utilizado o coeficiente Kappa de Fleiss e na avaliação da concordância entre os pares de avaliadores para cada um dos indicadores foi calculada pelo coeficiente de Kappa Ponderado. Um modelo de Equações de Estimativas Generalizadas (GEE) foi usado para comparar pontuações médias entre as avaliações de quem usou ou não as definições. O nível de significância estatística utilizado foi de 5% (p?0,05). Estudo aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UNICAMP sob Parecer n. 2.001.355. Resultados: Foram selecionados 43 artigos, cinco teses, três dissertações, três livros e dois manuais. A maioria dos indicadores propostos pela NOC apresentou suporte na literatura, embora alguns demandem ajustes para descrição mais objetiva dos aspectos avaliados. A concordância entre todos os avaliadores foi considerada excelente para quase todos os indicadores relacionados à mãe. Os avaliadores com as definições tiveram concordância maior que 0,80 para a maioria dos indicadores. Para os sem definições, a concordância foi menor que 0,40. Os indicadores maternos, avaliados por meio das respostas das mães às entrevistas, apresentaram escores médios semelhantes. Em algumas avaliações houve diferenças quanto aos escores entre os pares de enfermeiros com e sem definição. Em relação à avaliação dos indicadores ao longo do tempo, os indicadores relacionados à mãe apresentaram maior risco de pontuar 4 e 5 na escala Likert. Conclusão: Este estudo propiciou refinamento do conteúdo dos resultados de Enfermagem estudados, que, na validação clínica, mostraram-se sensíveis para identificar mudanças no estabelecimento da amamentação

Abstract: Introduction: The evaluation of the breastfeeding process is remains challenging for nurses due to difficulties related to the objective follow-up of its evolution, as well as documentation, considering aspects related to both women and infants. Thus, the use of Nursing Classifications, such as the Nursing Outcomes Classification (NOC), may be especially useful in the context of assessing and monitoring breastfeeding in neonatal units. Objective: To validate the Nursing Outcomes "Breastfeeding establishment: infant" and "Breastfeeding establishment: maternal", proposed by the Nursing Outcomes Classification. Method: Methodological study, developed in three stages. First stage: review of indicators and construction of conceptual (DC) and operational (OD) definitions for the outcomes "Establishment of breastfeeding: infant" and "Establishment of breastfeeding: maternal", through an integrative literature review. The second step was the content validation of the studied outcomes, DC and OD of the indicators by eight experts. The third step was the clinical validation of these nursing outcomes, applying them to mothers and babies at semi-intensive care unit. Videos of these mothers and babies during breastfeeding were independently assessed by four nurses: two used the NOC outcomes accompanied by validated DC and DO, while the other two performed the same without definitions. The nurses evaluated videos of each maternal-infant dyad in three episodes of breastfeeding: at the time of inclusion in the research; 24 hours after the first assessment and 48 hours after. The sample size was 61 dyads in process of establishing breastfeeding. Data were analyzed by Statistical Package for Social Sciences (SPSS), version 20.0. For evaluating agreement between the four raters, the Fleiss Kappa coefficient was used, while the agreement between the pairs of evaluators for each indicator was calculated by the Weighted Kappa coefficient. A Generalized Estimation Equation (GHG) model was used to compare average scores between evaluations of those who used or did not use the definitions. The level of statistical significance applied was 5% (p?0.05). The study was approved by the Research Ethics Committee, according to Opinion no. 2,001,355. Results: Were selected 43 articles, five theses, three dissertations, three textbooks and two guidelines. Most of the indicators proposed by the NOC were supported by the literature, although some require adjustments for more objective description of the evaluated aspects. Agreement among all raters was considered excellent for almost all indicators related to mothers. Evaluators with definitions had agreement greater than 0.80 for the majority of indicators. For those without definitions, agreement was less than 0.40. Maternal indicators, assessed through the mothers' responses to interviews, had similar mean scores. In some evaluations, there were differences in the scores between the pairs of nurses with and without definitions. Regarding the evaluation of indicators over time, indicators related to the mother presented a higher risk of scoring 4 and 5 on the Likert scale. Conclusion: This study provided refinement of the content of the studied Nursing outcomes, which, in clinical validation, were sensitive to identify changes in the breastfeeding establishment
Subject: Aleitamento materno
Estudos de validação
Processo de enfermagem
Classificação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: EMIDIO, Suellen Cristina Dias. Validação dos resultados de enfermagem propostos pela Nursing Outcomes Classification para o estabelecimento da amamentação . 2019. 1 recurso online ( 266 p.) Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Enfermagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Emidio_SuellenCristinaDias_D.pdf2.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.