Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/354660
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.descriptionOrientador: William Dias Belangeropt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicaspt_BR
dc.format.extent1 recurso online ( 86 p.) : il., digital, arquivo PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relation.requiresRequisitos do sistema: Software para leitura de arquivo em PDFpt_BR
dc.typeDISSERTAÇÃO DIGITALpt_BR
dc.titleAvaliação biomecânica do reparo ósseo em tíbias de rato : análise da influência da onda de choque focalpt_BR
dc.title.alternativeBiomechanical evaluation of tibial bone healing in rats : analysis of the role of focused shockwave therapypt_BR
dc.contributor.authorGagliardi, Isabella da Costa, 1987-pt_BR
dc.contributor.advisorBelangero, William Dias, 1952-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicaspt_BR
dc.contributor.nameofprogramPrograma de Pós-Graduação em Ciências da Cirurgiapt_BR
dc.subjectConsolidação da fraturapt_BR
dc.subjectOsso esponjosopt_BR
dc.subjectTratamento por ondas de choque extracorpóreaspt_BR
dc.subjectResistencia ao cisalhamentopt_BR
dc.subjectExperimentação animalpt_BR
dc.subject.otherlanguageFracture healingen
dc.subject.otherlanguageCancellous boneen
dc.subject.otherlanguageExtracorporeal shockwave therapen
dc.subject.otherlanguageShear strengthen
dc.subject.otherlanguageAnimal experimentationen
dc.description.abstractResumo: Após a fratura de um segmento ósseo inicia-se o processo de reparo para restabelecer a sua continuidade. Entretanto, em cerca de 5 a 10% das fraturas algum distúrbio de consolidação pode ocorrer, impedindo o reestabelecimento completo da sua continuidade e função. Vários métodos terapêuticos menos invasivos vem sendo estudados para otimizar este processo de reparo ósseo, dentre eles, a terapia extracorpórea por ondas de choque. Entretanto, ainda não existem evidências suficientes para indicar seu uso em fraturas agudas. A terapia por ondas de choque consiste em um estímulo mecânico que, através da mecanotransdução, desencadeia uma série de respostas celulares, que atuam sobre as vias de sinalização da osteogênese. Sendo o osso um tecido especializado no suporte de carga, a avaliação do seu desempenho mecânico ao longo do processo de reparo é fundamental e significativa do ponto de vista clínico. A finalidade do presente estudo foi avaliar, por meio do ensaio mecânico de cisalhamento, a qualidade do tecido ósseo neoformado de modo comparativo quando submetido a ondas de choque focal. Foram produzidos defeitos monocorticais de 3,2 mm de diâmetro e com 1,5 mm de profundidade na metáfise proximal das tíbias direita e esquerda de vinte e um ratos Wistar adultos. Ao final do procedimento, com a pele suturada, ainda sob anestesia, os animais foram estimulados com única sessão de ondas de choque focal de 500 pulsos a 0,12 mJ/mm2 e frequência constante de 4 Hz. Após uma, duas e três semanas de seguimento, a região do defeito ósseo foi documentada por estereomicroscopia e submetida a ensaio mecânico de cisalhamento. Os resultados foram comparados com grupo Controle que seguiu a mesma metodologia, porém sem o uso da onda de choque. Pelas imagens da estereomicroscopia do espécime, foi possível identificar o posicionamento dos defeitos e observar a sua evolução temporal. Tanto no grupo Controle (sem estímulo) quanto no grupo Onda (estimulado com onda focal), a partir da segunda semana foi difícil identificar os limites da área perfurada. A força para cisalhar o tecido ósseo neoformado após uma semana de seguimento foi significativamente maior no grupo Onda quando comparado com o grupo Controle (p = 0,000). Entretanto, diferença significativa não foi observada após duas e três semanas de seguimento entre os dois grupos. A terapia por ondas de choque focal alterou a qualidade do tecido de reparo, aumentando sua resistência ao cisalhamento na primeira semana após o estímulo quando comparada ao grupo Controle para o mesmo tempo de seguimento (p = 0,000)pt
dc.description.abstractAbstract: After a fracture, the bone healing process begins, in order to restore the integrity of the bone. However, 5 to 10 % of them may develop some kind of healing disorder, preventing the complete re-establishment of anatomy and function. Several less invasive therapeutic methods have being studied to optimize the healing process, among them, extracorporeal shockwave therapy. However in acute fractures' treatment, the role of extracorporeal shockwave therapy remains unclear. The mechanical stimulus provided by the extracorporeal shockwave therapy triggers, through mechanotransduction, a cellular response in the healing process, acting on osteogenesis signalling pathways. Since the bone is a weight bearing specialized tissue, its mechanical performance evaluation during the healing process is clinically crucial and significant. Our goal was to evaluate the quality of bone exposed to shockwave therapy, by biomechanical analysis. Monocortical defects, 3,2 mm wide and 1,5 mm deep, were drilled in proximal tibial methaphysis of twenty-one adult Wistar rats. Immediately after surgery, with skin sutures in place, still under anaesthesia, a session of 500 focused extracorporeal shockwaves of 0,12 mJ/mm2 at a rate of 4 Hz was performed. After one, two and three weeks, the defect sections were analysed by stereomicroscopy and submitted to shear stress test. The results were compared to a control group from a fellow researcher from the Laboratório de Biomecânica em Ortopedia, following the same method, except for the shockwave therapy. From the stereomicroscopy, the defect¿s placement was confirmed as well as the healing progression. Both in the Control group (without shockwave therapy) and in the Wave group (submitted to shockwave therapy), from the second week on, the defects borders were hardly distinguishable. The shear strength after one week follow up was higher on the Wave group than in the Control group (p=0,000). However, no significant difference was noted between the two groups after two and three weeks of follow up. Focused Extracorporeal Shockwave Therapy modified the quality of the repair tissue, increasing its shear strength in the first week after the stimulus when compared to the Control group with the same follow-up timeen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.citationGAGLIARDI, Isabella da Costa. Avaliação biomecânica do reparo ósseo em tíbias de rato: análise da influência da onda de choque focal. 2020. 1 recurso online ( 86 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.pt_BR
dc.description.degreelevelMestradopt_BR
dc.description.degreedisciplineFisiopatologia Cirúrgicapt_BR
dc.description.degreenameMestra em Ciênciaspt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameFernandes, Helio Jorge Alvachianpt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameLivani, Brunopt_BR
dc.date.defense2020-10-30T00:00:00Zpt_BR
dc.description.sponsordocumentnumber88882.435118/2019-0pt_BR
dc.description.sponsordocumentnumber2014/26729-0pt_BR
dc.date.available2021-01-25T14:06:19Z-
dc.date.accessioned2021-01-25T14:06:19Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2021-01-25T14:06:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Gagliardi_IsabellaDaCosta_M .pdf: 1245003 bytes, checksum: 813b207878fd1a4a97117394a89ccea5 (MD5) Previous issue date: 2020en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/354660-
dc.description.sponsorCAPESpt_BR
dc.description.sponsorFAPESPpt_BR
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gagliardi_IsabellaDaCosta_M .pdf1.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.