Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/354095
Type: Artigo
Title: A estrutura latente da depressão em idosos: uma análise taxométrica
Title Alternative: Latent structure of depression in the elderly: a taxometric analysis
Author: Eulálio, Maria do Carmo
Andrade, Thiago Francisco de
Melo, Rômulo Lustosa Pimenteira de
Neri, Anita Liberalesso
Abstract: O objetivo deste estudo foi investigar a estrutura latente da depressão em uma amostra não clínica de idosos, utilizando a análise taxométrica. Essa análise é uma família de procedimentos estatísticos concebidos para testar se um determinado construto é mais bem representado por categorias ou por dimensões nas quais os sujeitos variam. A amostra foi composta por 570 idosos, com média de idades de 71,90 anos (DP = 7,45), que responderam à Escala de Depressão Geriátrica, a um teste de rastreio cognitivo e a questões demográficas. Foram utilizados três procedimentos taxométricos: o Mean Above Minus Below a Cut (MAMBAC), o Maximum Eigenvalue (MAXEIG) e o Latent Model (L-Mode). Foram analisados conjuntos de dados categóricos e dimensionais simulados, assim como os índices de ajuste CCFI. Os resultados encontrados nas três técnicas apontaram para um melhor ajuste ao formato dimensional em detrimento do taxônico, ou seja, a depressão parece ser mais bem representada como uma síndrome, na qual os sujeitos estão distribuídos em um contínuo e não em uma entidade discreta de diagnóstico
metadata.dc.description.abstractalternative: This study aimed to investigate the latent structure of depression with a non-clinical sample of elderly, using taxometric analysis. The latter consists of a family of statistical procedures conceived for testing whether a given psychological construct is best represented by categories or dimensions in which individuals vary. The sample consisted of 570 elderly with a mean age of 71.9 years (SD = 7.45), who answered the Brazilian version of the Geriatric Depression Scale, a cognitive test, and demographic questions. Three taxometric procedures were used: Mean Above Minus Below A Cut (MAMBAC), Maximum Eigenvalue (MAXEIG), and Latent Mode (L-mode). Sets of simulated categorical and dimensional data, along with the comparison curve fit indices (CCFI), oriented the study data's interpretation. The results with the three techniques pointed to a better fit with the dimensional format as opposed to the taxonic one, that is, depression represented better as a syndrome in which subjects are distributed along a continuum rather than as a discrete diagnostic entity
Subject: Depressão
Country: Brasil
Editor: Escola Nacional de Saúde Publica
Rights: Aberto
Identifier DOI: 10.1590/0102-311x00028914
Address: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2015000300555
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FE - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.