Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/353536
Type: Artigo
Title: Montagem de comunidades: conceitos, domínio e estrutura teórica
Title Alternative: Community assembly: concepts, domain and theoretical structure
Author: Menezes, B.S.
Martins, F.R.
Araújo, F.S.
Abstract: Montagem de comunidades refere-se a qualquer processo ecológico que seleciona espécies de um banco regional para formar comunidades locais. Inicialmente, Diamond (1975) propôs a montagem de comunidades baseada em regras que descreviam padrões espaciais mutuamente excludentes (checkerboard distributions) de espécies de aves coocorrentes no arquipélago de Nova Guiné. Essas regras propunham a competição interespecífica como única explicação plausível para os padrões encontrados. Contudo, a carência de previsões testáveis, análises estatísticas inadequadas e, principalmente, a ausência de hipóteses alternativas representaram um entrave para o desenvolvimento do tema. Após o advento do uso da informação filogenética/funcional nos estudos de comunidade, tem-se notado um aumento significativo no número de trabalhos publicados sobre montagem de comunidades. A maior parte desse aumento pode ser associada ao desenvolvimento de modelos que propiciaram maior poder preditivo aos processos de montagem. Assim, decidimos realizar uma revisão crítica sobre os principais avanços conceituais obtidos nessa área nos últimos anos com o intuito de fornecer um panorama da teoria de montagem de comunidades. Evidenciamos que: a) os trabalhos publicados têm evoluído em seu caráter preditivo, geralmente associados a uma base de testes bem consolidada; b) o teste de hipótese por meio de modelos nulos se fortaleceu como um método de análise de dados consistente, sendo empregado em vários estudos de organização de comunidades; e c) a teoria neutra tem sido utilizada como hipótese alternativa à hipótese de coexistência por meio de processos determinísticos baseados em nicho. A teoria de montagem de comunidades ainda não pode ser considerada madura, porém tem um grande potencial para desenvolver-se nos próximos anos, principalmente a partir da consolidação de sua base conceitual. Nossa revisão auxilia essa tarefa por meio do esclarecimento de alguns conceitos ainda duvidosos ou mal empregados e da sistematização dessa teoria.
metadata.dc.description.abstractalternative: Community assembly refers to any ecological process that operates to select species from a regional pool and put them together in local communities. Initially, Diamond (1975) proposed a community assembly model based on rules explaining the checkerboard distribution of co-occurring bird species in New Guinea archipelago. By that time, the assembly rules proposed interspecific competition as the only plausible explanation for the patterns observed. However, the lack of testable predictions, inappropriate statistical analyses and, mainly, the absence of alternative hypotheses have represented an obstacle for the theory development. With the introduction of phylogenetic/functional analyses in community studies, a meaningful increase of published papers on community assembly has been noticed, mainly due to the development of models providing more predictive power to assembly processes. Hence, we decided to elaborate a critical review about the conceptual progress in the community assembly theory. We point out that a) the community assembly theory has enhanced its predictive power when it became to be associated with solid statistics; b) the hypothesis test by null models has been reinforced as a consistent data analysis method applied in many studies; and c) the neutral theory has been used as a satisfactory alternative to the coexistence hypothesis by deterministic niche-based processes. However, the community assembly theory is not fully mature yet but has a high potential of near-future development, mainly through the consolidation of its conceptual base. We hope that our review can help in this development by systematizing the community assembly theory and clarifying some misunderstood and/or so-far poorly applied concepts.
Subject: Comunidade
Country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro/Programa de Pós-Graduação em Ecologia
Rights: Aberto
Identifier DOI: 10.4257/oeco.2016.2001.01
Address: https://revistas.ufrj.br/index.php/oa/article/view/8338
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IB - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.