Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/35350
Type: Artigo de periódico
Title: Conforto térmico propiciado por algumas espécies arbóreas: avaliação do raio de influência através de diferentes índices de conforto
Title Alternative: Thermal comfort offered by certain tree species: evaluation of the radius of influence through different comfort indices
Author: Abreu, Loyde Vieira
Labaki, Lucila Chebel
Abstract: The thermoregulatory characteristics of trees can be used effectively when there is knowledge available about the thermal comfort provided by an individual isolated tree in its radius of influence. Several thermal comfort indices have been used, but only a few of them are actually adapted to the Brazilian reality. The aim of this study is to compare results using three thermal comfort indices in outdoor environments - the Tridimensional Bioclimatic Chart, and the PET and PMV indices to evaluate the performance of three different species in the urban microclimate: Ipê-Amarelo, Jambolão and Mangueira. The research was divided into three stages: (a) selection of appropriate measurement sites and individual trees; (b) collection of environmental parameters: solar radiation, air and globe temperatures, relative humidity and wind speed; (c) comparison of the results obtained for the three indices through the parameter Comfort Hours Unit. The results show that the thermal comfort provided by species throughout the year regardless of the thermal comfort index used in the analysis depends on the canopy architecture. Ipê-amarelo is the species that provides the best thermal comfort sensation, while perennial species like Jambolão and Mangueira influence the thermal sensation in the near surroundings more strongly in summer than in winter, with more comfortable conditions in the shadow of the tree canopy.
As características termorreguladoras das árvores podem ser mais bem aproveitadas quando há um conhecimento sobre o conforto térmico proporcionado por um indivíduo arbóreo isolado em seu raio de influência. Vários índices de avaliação de conforto térmico têm sido utilizados, mas poucos são, de fato, adaptados à realidade brasileira. O objetivo deste trabalho é comparar os resultados de três índices de conforto térmico em ambientes externos, a Carta Bioclimática Tridimensional para clima Tropical de Altitude, o PET e o PMV, para a avaliação do comportamento de três diferentes espécies arbóreas no microclima urbano: ipê-amarelo, jambolão e mangueira. A pesquisa foi dividida em três etapas: (a) seleção dos locais de medição apropriados e os indivíduos arbóreos; (b) coleta dos parâmetros ambientais: radiação solar, temperatura do ar e de globo, velocidade do vento e umidade relativa do ar; e (c) comparação de índices por meio do parâmetro Unidade de Hora Confortável. Os resultados mostram que o conforto térmico propiciado pelas diferentes espécies ao longo do ano, independentemente dos índices utilizados na análise, dependem da arquitetura da copa. O ipê-amarelo é a espécie que proporciona melhor sensação de conforto térmico, enquanto as espécies perenes, como o jambolão e a mangueira, têm maior influência sobre a sensação térmica no entorno imediato no período de verão do que no inverno, com condições mais confortáveis encontradas à sombra da copa da árvore.
Subject: Conforto térmico
Arborização urbana
Vegetação e clima
Thermal comfort
Urban forestry
Vegetation and climate
Editor: Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído - ANTAC
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1678-86212010000400008
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1678-86212010000400008
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-86212010000400008
Date Issue: 1-Dec-2010
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1678-86212010000400008.pdf1.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.