Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/353316
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Na luta é que a gente se encontra : um roteiro sobre a construção do letramento midiático geográfico no ensino médio público
Title Alternative: Fighting is where we meet : a script of the construction of geographic media literacy in a public high school
Author: Albanese, Bruno Cuter, 1992-
Advisor: Rocha, Claudia Hilsdorf, 1965-
Abstract: Resumo: Situado nas margens entre o campo aplicado dos estudos da linguagem e o campo da educação geográfica, o objetivo central desta tese é investigar como se realizam e são vivenciadas as práticas educativas propostas por uma professora de Geografia, as quais envolvem a produção de um documentário curta-metragem por alunos do Terceiro Ano do Ensino Médio de uma escola pública do interior do Estado de São Paulo. Para tal, analisamos os pontos de tensão entre perspectivas educacionais (COPE & KALANTZIS, 2012) e como essas visões impactam o processo de construção do letramento midiático geográfico. Dessa forma, realizou-se um estudo de caso (YIN, 2005) do tipo etnográfico (ANDRÉ, 1995) que acompanhou a professora e os alunos durante o desenvolvimento do projeto, por meio da observação participante, de entrevistas, além da coleta de artefatos físicos. Os dados são analisados à luz das proposições sobre o letramento midiático crítico e criativo (DOUGLAS & SHARE, 2007; BUCKINGHAM, 2010; CONNOLY & READMAN, 2017) em diálogo com postulados freireanos (FREIRE, 2017), teorizações sobre a pedagogia da interrupção (BIESTA, 2012, 2016) e a pedagogia dos multiletramentos (GRUPO DE NOVA LONDRES, 1996; COPE & KALANTZIS, 2012). Os resultados das análises demonstram que as tensões emergem de modo mais perceptível no que se refere a: políticas curriculares e perspectivas educacionais; práticas de ensino e experiências de aprendizagem; políticas curriculares e práticas de ensino; objetivos educacionais e práticas de ensino. Essas tensões ora orientam mais fortemente para a construção do letramento midiático de modo autônomo, como um conjunto de habilidades para a produção de mensagens midiática, ora para a construção do letramento midiática crítico e criativo, como um conjunto de práticas de engajamento com a pluralidade e a transformação de discursos. Nesse sentido, as considerações finais apontam para importância de se ampliarem possibilidades de realização estratégica de projetos educativos visando ao fortalecimento da relação entre o potencial crítico e criativo da produção midiática e os letramentos em geografia, para que o ensino geográfico (DI PALMA, 2009; MARCUS & STODDARD, 2009;) possa evidenciar-se mais visivelmente transformativo e libertário e, assim, possa mobilizar dinamicamente as diferentes funções educativas, quais sejam a qualificação, a socialização e a subjetificação (BIESTA, 2012, 2016)

Abstract: Nestled in the margins between the applied field of language studies and geographic education, the main objective of this dissertation is to investigate how educational practices proposed by a geography teacher are carried out and experienced. Among them, one specifically involves the production of a short documentary by the third secondary year high school students from a public school in the Brazilian state of São Paulo. To this end, we analyzed the tension points between educational perspectives (COPE & KALANTZIS, 2012) and how these views had an impact on the process of building geographic media literacy. Thus, we carried out an ethnographic (ANDRÉ, 1995) case study (YIN, 2005) in which we observed the teacher and some of her students throughout the development of the project. Data generation occurred through participant observation, interviews, and the collection of artifacts as well. Data analysis was carried out in the light of the propositions about critical and creative media literacy (DOUGLAS & SHARE, 2007; BUCKINGHAM, 2010; CONNOLY & READMAN, 2017) in dialogue with Freire's postulates (FREIRE, 2017), theorizations about the pedagogy of interruption (BIESTA, 2012, 2016) and the multiliteracies pedagogical approach (THE NEW LONDON GROUP, 1996; COPE & KALANTZIS, 2012). The results show that tensions emerge more noticeably concerning: curriculum policies and educational perspectives, teaching practices and learning experiences, curricular policies and teaching practices, educational objectives, and teaching practices. Such tensions now lead more strongly to autonomously constructing media literacy as a set of skills for the production of media messages, now to the construction of critical and creative media literacy as a set of engaging practices based on the plurality and the transformation of discourses. For that matter, the final considerations plead in favor of the importance of expanding possibilities for the strategic development of educational projects aimed at strengthening the relationship between the critical and creative potential of media production and literacies in geography. By doing that, geographic teaching (DI PALMA, 2009; MARCUS & STODDARD, 2009) might become more visibly transformative and liberating and, thus, dynamically mobilize the different educational functions, namely qualification, socialization and subjectification (BIESTA, 2012, 2016)
Subject: Letramento midiático
Geografia - Estudo e ensino
Crítica
Criatividade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ALBANESE, Bruno Cuter. Na luta é que a gente se encontra: um roteiro sobre a construção do letramento midiático geográfico no ensino médio público . 2020. 1 recurso online ( 337 p.) Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Albanese _BrunoCuter_D .pdf6.36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.