Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/353209
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: As raízes da mundialização financeira no Brasil : um estudo das interpretações de Celso Furtado e Maria da Conceição Tavares a partir da política econômica da ditadura civil-militar (1964-1982)
Title Alternative: The roots of financial globalization in Brazil : a study of Celso Furtado and Maria da Conceição Tavares interpretations towards the civil-military dictatorship economic policy (1964-1982)
Author: Carvalho, Alisson Oliveira de Souza, 1993-
Advisor: Campos, Fábio Antonio de, 1975-
Abstract: Resumo: O objetivo deste trabalho é fazer um balanço historiográfico do debate entre Celso Furtado e Maria da Conceição Tavares, enfatizando a importância do significado da penetração do capital estrangeiro e sua relação com as possibilidades regulatórias do Estado Nacional brasileiro no debate mantido entre os dois autores. Isso pôde ser devidamente apreciado a partir do estudo das transformações das relações econômicas internacionais do capitalismo mundial, do pós-guerra ao limiar dos anos 1980 e da política econômica da ditadura civil-militar brasileira, de 1964 a 1982. Nesse percurso, pudemos observar que as relações econômicas internacionais do capitalismo passaram a ser organizadas pela internacionalização dos mercados internos, e, como desdobramento desta, pela internacionalização financeira "indireta", correspondente à primeira etapa de transição à mundialização financeira. A economia brasileira integrou-se profundamente a essas transformações no capitalismo mundial, sendo que a ditadura civil-militar promoveu ainda nos anos 1960 uma abertura financeira "indireta", enfraquecendo-se a potencialidade do país de comandar seu processo de desenvolvimento por seus próprios meios, o que levaria à crise da dívida em 1982. Celso Furtado, acreditando que a internacionalização dos mercados internos mantinha os centros de decisão responsáveis pelo dinamismo da economia brasileira fora do controle do Estado Nacional brasileiro, procurou ver as transformações na economia brasileira de forma articulada às transformações do capitalismo mundial. Com isso pode perceber precocemente, nos anos 1970 e 1980, a emergência da mundialização financeira em sua primeira etapa, o que corrobora o sentido da sua interpretação sobre a internacionalização dos mercados internos. Maria da Conceição Tavares, por sua vez, acreditando que a internacionalização dos mercados internos contribuiu para conformar a autodeterminação do capital no país, orientou seus estudos para os esquemas endógenos de acumulação presentes na economia brasileira e para a institucionalidade do Estado Nacional brasileiro. Assim, diferentemente de Celso Furtado, não percebeu, nos anos 1970, que as instabilidades macroeconômicas durante o governo da ditadura civil-militar eram expressão da emergência da primeira etapa da mundialização financeira, mais do que expressão de desvios institucionais, ideológicos e/ou erros de política econômica. As interpretações da autora a respeito da emergência da mundialização financeira nos anos 1980 foram ambíguas, ora contradizendo suas teses dos anos 1970, ora adotando uma periodização que ignorava a primeira etapa da mundialização financeira, de internacionalização financeira "indireta"

Abstract: The purpose of this work is to do a historiographic approach of Celso Furtado and Maria da Conceição Tavares debate, emphasizing the importance of the meaning of foreign capital penetration in Brazilian economy and its relation with the regulatory possibilities of Brazilian Nation State on the debate kept between these two authors. In order to do so, we studied the transformations of the international economic relations of global capitalism, from post-war to the early 1980¿s and also the economic policies of civil-military dictatorship, from 1964 to 1982. From this perspective, we could notice that the international economic relations of capitalist turn out to be built by internationalization of domestic markets, and, as a deployment of it, by "indirect" financial internationalization, which is related to the first step of the transition to the financial mundialization. The Brazilian economy was deeply integrated to these transformations in the global capitalism, since the civil-military dictatorship promoted still in the 1960¿s an "indirect" financial opening, weakening the country¿s potential to conduct your process of development by its own means, what would lead to the debt crisis in 1982. Celso Furtado, believing that the internationalization of domestic markets kept the decision centers responsible for the Brazilian economy dynamism out of the Brazilian Nation State control, sought to analyze the transformations of Brazilian economy linked to the transformations of global capitalism. As a result, he could notice early, in the 1970¿s and in the 1980¿s, the emerging of financial mundialization on its first step, what would corroborate the sense of your interpretation on internationalization of domestic markets. Maria da Conceição Tavares, on its turn, believing that the internationalization of domestic markets helped to guarantee the country¿s self-determination of its capitalism, oriented your studies to the endogenous accumulation schemes presents on the Brazilian economy and to the Brazilian Nation State institutions. Therefore, differently of Celso Furtado, did not notice, in the 1970¿s, that the macroeconomic instabilities during the civil-military dictatorship government was expression of the emerging of financial mundialization first step, more than expression of institutional deviations, ideologic and/or economic policies mistakes. The author¿s interpretations on the emerging of financial mundialization first step in the 1980¿s was ambiguous, sometimes contradicting your 1970¿s thesis, sometimes adopting a periodization that ignored the first step of financial mundialization, the "indirect" financial internationalization
Subject: Furtado, Celso, 1920-2004
Tavares, Maria da Conceição de Almeida, 1930-
Globalização
Relações econômicas internacionais
Estado Nacional
Ditadura
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CARVALHO, Alisson Oliveira de Souza. As raízes da mundialização financeira no Brasil: um estudo das interpretações de Celso Furtado e Maria da Conceição Tavares a partir da política econômica da ditadura civil-militar (1964-1982). 2020. 1 recurso online ( 254p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Carvalho_AlissonOliveiraDeSouza_M.pdf1.89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.