Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/352937
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Diversidade genética e estrutura populacional do complexo de espécies de Morpho epistrophus (Lepidoptera: Nymphalidae) na Mata Atlântica
Title Alternative: Genetic diversity and population structure of the species complex of Morpho epistrophus (Lepidoptera: Nymphalidae) in the Atlantic Forest
Author: Pablos, Julia Leme, 1994-
Advisor: Freitas, André Victor Lucci, 1971-
Abstract: Resumo: A Mata Atlântica é um extenso domínio fitogeográfico da região Neotropical, caracterizado por uma imensa biodiversidade e heterogeneidade de ambientes. Estudos com populações naturais permitem avaliar a distribuição da sua diversidade genética na Mata Atlântica, bem como investigar a interação dos eventos geológicos, fatores climáticos passados e atuais com aspectos da ecologia e história natural dos organismos. As borboletas do complexo de espécies de Morpho epistrophus (que inclui Morpho epistrophus e sua espécie irmã, M. iphitus), são endêmicas da Mata Atlântica, distribuindo-se ao longo de toda a sua extensão. Uma das principais características distintivas das espécies é a sua distribuição geográfica, sendo que M. iphitus relaciona-se às florestas montanas do interior e M. epistrophus é principalmente relacionada às matas de baixada e da Serra do Mar. Considerando-se sua ampla distribuição e a heterogeneidade de condições ambientais a que estão submetidas, uma análise da estruturação e distribuição da diversidade genética de suas populações suscita questões sobre os processos vigentes no domínio. No presente trabalho foram desenvolvidos 11 locos polimórficos de marcadores microssatélites e genotipadas 22 populações do complexo de espécies de M. epistrophus. Foram estimada as estatísticas básicas de genética de populações, análises de atribuição de cluster, fluxo gênico e genética da paisagem. FST e outras estatísticas descritivas apontaram para alta diversidade genética (He = 0,606), estruturação moderada a alta (FST = 0,170), perda de heterozigotos e endogamia (FIS = 0,287. O fluxo gênico ocorre entre todas as populações, sendo que as maiores estimativas de migração são para as populações de Piraquara, Paranapiacaba e São Francisco de Paula. As taxas de permanência nas populações variam de 67,65% a 82,56%. Testes de atribuição indicaram a existência de três clusters genéticos, um que se estende do Uruguai até Foz do Iguaçu, e outros dois ao norte do Paraná até João Pessoa. Os padrões de estruturação das populações em três grupos genéticos, com turnover no estado do Paraná, coincide com os padrões de variação ambiental já descritos para a Mata Atlântica. As variações termopluviométricas explicam melhor a diversidade genética das Morpho brancas do que a delimitação taxonômica tradicional

Abstract: The Atlantic Forest is an extensive phytogeographical domain of the Neotropical region, characterized by immense biodiversity and heterogeneity of environments. Studies with natural populations allow to evaluate the distribution of genetic diversity in the Atlantic Forest, as well as to investigate the interaction of geological events, past and current climatic factors with aspects of the ecology and natural history of organisms. The butterflies of the Morpho epistrophus species complex (which includes M. epistrophus and M. iphitus) are endemic to the Atlantic Forest and distributed throughout its range. One of the main distinguishing characteristics of the species is the geographic distribution, M. iphitus being related to the montane forests of the interior and M. epistrophus is originally related to the lowland forests and the Serra do Mar. Considering their wide distribution and the heterogeneity of environmental conditions to which they are subjected, an analysis of the structure and distribution of the genetic diversity of their populations raises questions about the current processes of the domain. In the present work, 11 polymorphic loci of microsatellite markers were developed and 22 populations of the M. epistrophus species complex were genotyped. The basic statistics of population genetics, cluster attribution analyzes, gene flow and landscape genetics were estimated. FST and other descriptive statistics indicated high genetic diversity (He = 0.606), moderate to high structuring (FST = 0.170), loss of heterozygotes and inbreeding (FIS = 0.287). Gene flow occurs among all populations, with the highest migration estimates for the populations of Piraquara, Paranapiacaba and São Francisco de Paula. The permanence rates of the populations range from 67.65% to 82.56%. Attribution tests indicated the existence of three genetic clusters, one extending from Uruguay to Foz do Iguaçu, and two from Paraná to João Pessoa. The patterns of population structure of the Morpho epistrophus species complex in three genetic groups, with turnover in the state of Paraná, coincides with the environmental variation patterns already described for the Atlantic Forest. The thermopluviometric variations better explain the genetic diversity of white Morpho than traditional taxonomic delimitation
Subject: Genética de populações
Biogeografia
Borboleta
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PABLOS, Julia Leme. Diversidade genética e estrutura populacional do complexo de espécies de Morpho epistrophus (Lepidoptera: Nymphalidae) na Mata Atlântica . 2019. 1 recurso online ( 92 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pablos_JuliaLeme_M.pdf3.45 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.