Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/352267
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Wh in situ and topic-subject constructions in brazilian portuguese acquisition as a second language : Qu in situ e construções de tópico-sujeito en português brasileiro como segunda língua
Title Alternative: Qu in situ e construções de tópico-sujeito en português brasileiro como segunda língua
Author: Taboas Garcia, Alba, 1985
Advisor: Lopes, Ruth Elisabeth Vasconcellos, 1960-
Abstract: Resumo: De uma perspectiva gerativista e adotando uma abordagem experimental, este trabalho se propõe a comparar duas estruturas sintáticas do Português Brasileiro, interrogativas in situ e construções de tópico-sujeito (CTS), na sua aquisição como segunda língua por falantes nativos de Espanhol. Os objetivos principais são confirmar que o QU in situ é adquirido muito antes do que as CTS, que podem até não chegar a ser incorporadas à gramática da interlíngua, e discutir as possíveis causas por trás desse contraste. O estudo experimental foi baseado em julgamentos de aceitabilidade, medindo os tempos de reação, e em uma tarefa de correção das sentenças consideradas inaceitáveis por cada participante, que fez as funções de um follow-up. Uma análise aprofundada dos resultados confirma a hipótese, mostrando que há efetivamente uma diferença significativa na aquisição das duas construções: o QU in situ não traz problemas aos aprendizes de PB, enquanto as CTS não são facilmente adquiridas, sendo, de fato, consistentemente rejeitadas à medida que o nível de proficiência do aprendiz aumenta. A explicação mais satisfatória para essa distinção será, no estudo, atribuída às diferenças sintáticas entre as duas estruturas. De acordo com os trabalhos de Avelar e Galves (2011, 2016), o tópico-sujeito nas CTS ocupa a posição de Spec-TP, o que é possível graças a phi-independência do EPP em T e a possibilidade de DPs sem traços de Caso integrar a derivação em PB. A aquisição das CTS requer, dessa perspectiva, a implementação de uma mudança substancial na gramática da L2 de falantes que têm o Espanhol como L1. Em contraste, assumindo uma análise sem movimento para as QU in situ do PB, como a de Grolla (2005), a aquisição desta estrutura implica o relaxamento da força de um traço formal compartilhado, de forte na L1 (Etxepare & Uribe-Etxebarria, 2005) a opcional na L2, o que constitui uma mudança muito menos drástica do que a outra. Como contribuição às discussões mais abrangentes sobre aquisição de segunda língua, o estudo aponta que os resultados referentes às interrogativas in situ podem ser considerados como evidência em favor das abordagens que advogam pelo acesso à GU (na linha de Hettiarachchi & Pires, 2016) e contra as que defendem um déficit representacional na aquisição do traço-QU (como em Hawkins & Chan, 1997; ou Hawkins & Hattori, 2006). Por outro lado, os resultados para as CTS sugerem que há uma interferência linguística tipológica da L1 (como defende Jung, 2004) e apoiam a ideia de que a psicotipologia é um fator influente na interferência linguística na aquisição de uma segunda língua. Finalmente, os resultados da pesquisa sugerem fortemente que as CTS constituem um fenômeno sintático em variação em PB como L1, o que leva à necessidade de ulteriores investigações sobre o assunto, para obter uma melhor compreensão do lugar que as CTS ocupam nas gramáticas nativas

Abstract: From a Generative perspective and taking an experimental approach, this research aims to compare two Brazilian Portuguese syntactic structures, in situ interrogatives and topic-subject constructions (TSCs), in their second language acquisition (SLA) by Spanish native speakers. The main objectives are to confirm wh in situ is acquired much earlier than TSCs, which may even fail to be incorporated to the interlanguage grammar, and to explore the plausible causes for this contrast. The experimental study was based on an acceptability judgement task, for which reaction times were recorded, and a follow-up in the form of a correction task of the sentences considered unacceptable by each participant. A comprehensive analysis of the results verifies the hypothesis, revealing there is indeed a significative difference in the acquisition of the two constructions: wh in situ poses no problem for BP learners whereas TSCs are not easily acquired, being in fact increasingly rejected as the proficiency level rises. This distinction is best accounted for by attributing it to the syntactic differences between the two structures. According to Avelar and Galves¿ work (2011, 2016), the topic-subject constituent in TSCs is located in Spec-TP, something that is possible due to T¿s EPP phi-independence in BP and the possibility of DPs without Case features being inserted in the derivation in this language. Hence, under these assumptions, the acquisition of TSCs requires the implementation of a substantial change in the L2 grammar of Spanish native speakers. On the other hand, adopting an in situ approach like Grolla¿s (2005) for BP wh in situ, the acquisition of this structure involves the loosening of a shared formal feature¿s strength value, from strong in the L1 (Etxepare & Uribe-Etxebarria (2005), to optional in the L2, which constitutes a far less drastic change. As a contribution to wider discussions on general SLA theories, this work points out that the results regarding in situ interrogatives can be considered evidence in favor of Full Access approaches (in line with Hettiarachchi & Pires, 2016) and against Representational Deficit accounts of wh-feature acquisition (like those in Hawkins & Chan, 1997; or Hawkins & Hattori, 2006). In turn, TSCs results indicate there is typological transfer from the L1 (as defended by Jung, 2004) and provide support to the influence of psychotypology in L1 transfer in SLA. Finally, this research strongly suggests TSCs constitute a syntactic phenomenon under variation in BP as L1, which calls for further research on this topic so that a better understanding of how TSCs fit in native grammars can be achieve
Subject: Gramática gerativa
Aquisição da segunda linguagem
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Citation: TABOAS GARCIA, Alba. Wh in situ and topic-subject constructions in brazilian portuguese acquisition as a second language : Qu in situ e construções de tópico-sujeito en português brasileiro como segunda língua . 2020. 1 recurso online ( 250 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/352267. Acesso em: 12 Nov. 2020.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Garcia_AlbaTaboas_M.pdf3.65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.