Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/352104
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Avaliação da parasitemia pelo Trypanosoma cruzi por qPCR em portadores da fase crônica da doença de Chagas tratados com benznidazol
Title Alternative: Evaluation of the parasitemia by the Trypanosoma cruzi for qPCR in patients with the phase chronic of Chagas disease treated with benznidazole
Author: Pavan, Tycha Bianca Sabaini, 1983-
Advisor: Almeida, Eros Antonio de, 1951-
Abstract: Resumo: A doença de Chagas (dC) é a terceira doença endêmica que mais causa danos à saúde humana. Com o intuito de eliminar o parasito Trypanosoma cruzi (T. cruzi) ou diminuir a carga parasitária, recomenda-se o uso do benznidazol (BNZ). O objetivo do presente estudo foi avaliar a eficácia do tratamento com BNZ em pacientes chagásicos crônicos, mensurando a carga parasitária antes e pós-tratamento pela qPCR (quantitative Polymerase Chain Reaction). Foi realizado um estudo descritivo, prospectivo de uma coorte de pacientes chagásicos crônicos submetidos ao BNZ, atendidos no ambulatório do Grupo de Estudos em Doença de Chagas (GEDoCh/Unicamp), centro de referência, acompanhados por até 18 meses pós-tratamento. Apuraram-se dados epidemiológicos, clínicos, laboratoriais e os possíveis eventos adversos (EA) decorrentes do uso do medicamento. Trinta e dois pacientes foram tratados com BNZ (5mg/kg/dia), sendo que em 25 casos (78,12%) o completaram por 60 dias. Em 26 casos ocorreram EA (81,25%), sendo a alteração cutânea a mais frequente em 18 casos (56,25%), seguido de alteração gástrica em quatro casos (12,50%), alteração hematológica (neutropenia) em três casos (9,37%), alteração hepática em um caso (3,12%) e neuropatia periférica em um caso (3,12%). A forma clínica mais frequente foi indeterminada em 16 casos (50%), seguida da cardíaca em 14 casos (43,75%) e digestiva em dois casos (6,25%). A localidade da possível transmissão vetorial foi mais prevalente em Minas Gerais com 23 casos (71,87%), seguida da Bahia com cinco casos (15,62%), Pernambuco com três casos (9,37%) e Goiás com um caso (3,12%). Para a análise da qPCR foram apreciado 19 casos (59,37%). Os resultados antes do início do tratamento foram: dois casos (10,52%) detectáveis e quantificável, cinco casos (26,31%) detectável e não-quantificável e 12 casos (63,15%) não detectável a carga parasitária. Pós-tratamento observou-se: 16 casos (84,21%) não detectáveis e três casos (15,78%) detectáveis e não-quantificável a carga parasitária. O limite de detecção foi de 100 equivalente genômico/mL. Para os resultados sorológicos, não houve significância estatística dos títulos, antes e pós-tratamento, já que em nenhum dos casos foram negativos ou não atingiram valores limites de positividade após o uso com BNZ. A qPCR apresenta acurácia como ferramenta coadjuvante para o critério de avaliação da carga parasitária pelo T. cruzi. No entanto, ainda deixa dúvidas quanto à cura parasitológica nos casos em que não detecta os parasitos, devido aos limites de detecção e quantificação da própria técnica. Pode-se concluir pelo presente estudo que a qPCR mostrou-se importante na identificação da falha terapêutica precocemente, nos casos onde detectou-se a carga parasitária pós-tratamento com BNZ. No entanto, não é possível afirmar a cura parasitológica nos casos não detectáveis, dentre o período de seguimento desta análise

Abstract: Chagas disease (Cd) is the third most endemic disease that causes damage to human health. In order to eradicate the parasite Trypanosoma cruzi (T. cruzi) or reduce parasite load, the use of benznidazole (BNZ) is recommended. The purpose of the present study was to assess the efficacy of BNZ-specific treatment in chronic chagasic patients by measuring parasite load before and after treatment by the quantitative Polymerase Chain Reaction (qPCR) technique. A descriptive, prospective and diagnostic validation study was performed in chronic chagasic patients who underwent BNZ treatment, attending the outpatient clinic of Grupo de Estudos em Doença de Chagas (GEDoCh / Unicamp), a reference center in the care of individuals with Cc. Epidemiological, clinical, laboratory and adverse events (AE) data resulting from the use of the drug were taken into account. The methodology for the use of qPCR followed the protocol of Piron et al, 2007. Thirty-two patients started the treatment with BNZ (5mg / kg / day), and 25 (78.12%) completed it for 60 days. Out of the 26 cases where AD occurred (81.25%), the cutaneous reaction was the most frequent, occurring in 18 of them (56.25%), followed by epigastric pain in four cases (12.50%), hematological change (neutropenia) in three cases (9.37%), liver enzyme alterations in one case (3.12%), and peripheral neuropathy in one case (3.12%). Seven patients (21.87%) discontinued the treatment due to EA to BNZ. The most frequent clinical form was undefined, occurring in 16 cases (50%), followed by the cardiac form in 14 cases (43.75%) and the digestive one in two cases (6.25%). The area of the possible vector transmission was the state of Minas Gerais with 23 cases (71.87%), followed by Bahia with five cases (15.62%), three cases in Pernambuco (9.37%) and one case (3.12%) in Goiás. The results of qPCR before the beginning of the treatment were: two cases (10.52%) with detection and quantification of parasite load; five cases (26.31%) with detection, but without quantification; 12 cases (63.15%) without parasite load detection. After the treatment: in 16 cases (84.21%) the parasite load was not quantified and in three cases (15.78%) there was detection, but without quantification. The limit of detection was 100 genome equivalents / mL. There was no statistical significance of the titers regarding serology, before and after the treatment, and there were no negative cases or these reached the limit values of positivity. The qPCR technique presents accuracy as an additional tool for the assessment criteria of parasite load by T. cruzi. However, it still leaves doubts about the parasitological cure in cases where it does not detect the parasites, due to the limits of detection and quantification of the technique itself. Based on the results of the present study, it can be concluded that qPCR has become important in detecting the therapeutic failure early in cases where parasite load was detected after the treatment. However, it is not possible to assert the parasitological cure in cases where the qPCR did not detect post-treatment parasite load, during the period of this study
Subject: Doença de Chagas
Benznidazol
Toxicidade de drogas
Reação em cadeia da polimerase em tempo real
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PAVAN, Tycha Bianca Sabaini. Avaliação da parasitemia pelo Trypanosoma cruzi por qPCR em portadores da fase crônica da doença de Chagas tratados com benznidazol . 2018. 1 recurso online ( 97 p.) Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pavan_TychaBiancaSabaini_D.pdf3.27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.