Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/35208
Type: Artigo de periódico
Title: Aspects of arbuscular mycorrhizal fungi in an atlantic forest chronosequence parque estadual turístico do Alto Ribeira (petar), SP
Author: Aidar, Marcos P.M.
Carrenho, Rosilaine
Joly, Carlos A.
Abstract: Mycorrhizal colonization was assessed in roots of trees within an Atlantic Forest chronosequence, located in the southeastern of São Paulo State, Brazil, inside Tourist State Park of the High Ribeira Valley (PETAR). The phytosociological survey was carried out in three adjacent areas, all on calcareous soil, which correspond to different time intervals during which they have been left abandoned following a slash-and-burn agricultural perturbation. Early Phase (EP) with 15 years; Mid Phase (MP) with 25 years; and Late Phase (LP) with more than 36 years without clear-cut. The inventory indicated a continuum of tree species substitution, which is dominated by species of Leguminosae, especially Piptadenia gonoacantha (Mart.) J.F. Macbr. (Mimosoideae) in the earlier successional phases. Mycorrhizal colonization, estimated by the occurrence of the mycorrhizal structures in the tree species roots, diminished during the season with less rain (winter), and showed no significant differences between successional phases in the wet season (summer). Rather, the mycorrhizal colonization was correlated with occurrence of the tree’s successional status: being positively correlated with occurrence of pioneer species, and negatively correlated with late secondary species. Mycorrhizal colonization was also correlated negatively with soil organic matter and base saturation. Twenty five species of arbuscular mycorrhizal fungi belonging to four genera were identified. Six species were only identified to generic level. The species Glomus etunicatum Becker & Gerd. represented 10% of the total number of spores and occurred in all phases and seasons, while the genus Glomus represented 57% of the total of spores found in the rhizosphere. The diversity indices evaluated for the mycohrriza community were: H’ = 2.3, J’ = 0.97 and R = 4.12. These results are a contribution to the knowledge of The Atlantic Forest biodiversity and may have implications to support programs regarding rehabilitation of degraded vegetation in one of the World’s most threatened Biomes.
Foi levantada a ocorrência de colonização por micorriza nas raízes das espécies arbóreas que dirigem a sucessão secundária sobre solo calcário em uma área localizada no Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR), sudeste do Estado de São Paulo, Brasil. O levantamento fitossociológico foi realizado em três áreas justapostas correspondentes a diferentes idades de abandono após cultivo de subsistência sobre um solo calcário: Fase Inicial com 15 anos; Fase Intermediaria com 25 anos e Fase Tardia com mais de 36 anos sem corte raso. O inventário indicou a predominância de espécies da família das leguminosas, especialmente Piptadenia gonoacantha (Mimosoideae) nos estágios iniciais de sucessão. A ocorrência de colonização por micorriza nas raízes das espécies arbóreas decresceu ao longo da sucessão durante a estação com menos chuva (inverno). Durante o período de verão, estação mais úmida, a colonização não apresentou diferenças significativas entre as fases de sucessão. A colonização por micorriza nas raízes apresentou correlação com a ocorrência de diferentes estratégias de regeneração entre as espécies arbóreas: positivamente com o aumento de ocorrência de espécies pioneiras e negativamente com espécies secundárias tardias. A colonização apresentou também correlação negativa com o conteúdo de matéria orgânica e saturação de bases no solo. Foram identificadas 25 espécies de fungos micorrizicos arbusculares pertencentes a quatro gêneros, e seis espécies apenas foram identificadas ao nível de gênero. A espécie Glomus etunicatum Becker & Gerd. representou 10 % dos esporos encontrados na rizosfera das amostras analisadas, tendo ocorrido em todas as fases sucessionais e estações. O gênero Glomus representou 57% do total de esporos. Os índices de diversidade para a comunidade de fungos micorrizicos indicaram os seguintes valores: H’ = 2.3, J’ = 0.97 e R = 4.12. Estes resultados são importantes contribuições para um melhor conhecimento da biodiversidade da Mata Atlântica e podem ser decisivos no sucesso de ações para a reabilitação de áreas degradadas neste que é um dos biomas mais ameaçados do planeta.
Subject: sucessão secundária
Mata Atlântica
solo calcário tropical
fungo micorrízico arbuscular (FMA)
Piptadenia gonoacantha
secondary succession
Atlantic Forest
tropical calcareous soil
arbuscular mycorrhizal fungi (AMF)
Piptadenia gonoacantha
Editor: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1676-06032004000200005
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1676-06032004000200005
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032004000200005
Date Issue: 1-Jan-2004
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1676-06032004000200005.pdf764.42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.