Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/352073
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Comparação da condrogênese de células-tronco de líquido amniótico humano e tecido adiposo em scaffold de quitosana e xantana
Title Alternative: Comparision between human amniotic fluid and adipose tissue mesenchymal stem cells induced-chondrogenesis cultured in chitosan-xanthan scaffold
Author: Damas, Ingrid Iara, 1955-
Advisor: Coimbra, Ibsen Bellini, 1959-
Abstract: Resumo: A cartilagem articular tem baixa capacidade de regeneração e quando acometida por lesões pode sofrer danos permanentes, podendo progredir para doenças como a osteoartrite (OA). Tratamentos atuais para essas lesões são paliativos. O uso de células-tronco (CTs) com suas características de proliferação e diferenciação, aliadas ou não aos scaffolds para indução de condrogênese e recuperação das lesões vem sendo estudado. Neste estudo comparou-se a condrogênese promovida por CTs de líquido amniótico humano (LAh) com a condrogênese promovida por CTs de tecido adiposo humano (TAh) cultivadas em scaffolds de quitosana/xantana (QX) estimuladas por TGF-ß3. As amostras de LAh foram cedidas por mulheres no segundo semestre de gestação, que por razões obstétricas, foram submetidas à amniocentese. As amostras de TAh foram obtidas de pacientes submetidos à cirurgia de lipoaspiração pela cirurgia plástica. Para as CTs de LAh houve a seleção de células positivas para CD117 (ckits) e as CTs de ambas as fontes seguiram as mesmas etapas de expansão celular, com caracterização celular seguindo os critérios de adesão, marcadores específicos na citometria de fluxo e diferenciação celular em três linhagens mesenquimais: adipogênese, condrogênse e osteogênese. As CTs foram colocadas nos scaffolds QX e cultivadas sob estímulo de TGF-ß3 por 21 dias. Para comprovar e avaliar a condrogênese, foram realizadas microscopia eletrônica de varredura (MEV), histologia, imunohistoquímica e imunofluorescência. As CTs de ambas as fontes apresentaram rápida e alta capacidade de expansão e cultura aderente com morfologia fibroblastóide, positividade para marcadores de linhagem mesenquimal, pluripotência, potencial condrogênico e negatividade para marcadores hematopoiéticos. Verificou-se ainda diferenciação nas linhagens mesenquimais adipogênica, condrogênica e osteogênica. A condrogênese foi confirmada pelas colorações histológicas pela Hematoxilina e Eosina, Alcian Blue, Picrossirius Red e Tricrômio de Masson indicando produção de matriz, presença de colágenos e proteoglicanos. Na análise imunohistoquímica observou-se marcação positiva para colágeno II e para agrecano, assim como na imunofluorescência. Na MEV verificou-se- intensa rede de fibras de colágeno no scaffold. As células de ambas as fontes se mostraram eficazes na indução de condrogênese

Abstract: Joint cartilage has low regeneration capacity and when affected by injuries can suffer permanent damage, and can progress to diseases such as osteoarthritis (OA). Current treatments for these lesions are palliative. Use of stem cells (SC), allied or not to scaffolds for chondrogenesis induction and recovery of the lesions has been studied. In this study we compared human amniotic fluid stem cells (hAFSC) induced chondrogenesis with human adipose tissue stem cells (hATSC) induced chondrogenesis in chitosan/xanthan (CX) scaffolds stimulated by TGF-ß3. Human amniotic fluid (hAF) samples were obtained by women in the second trimester of gestation who, for obstetric reasons, underwent amniocentesis. Samples of human adipose tissue (hAT) were obtained from liposuction by plastic surgery. For hAFSC CD117+ cells (c-kits) were isolated and SC from both sources followed the same steps of cell expansion and cell characterization. SC were seeded on the CX scaffolds and cultured under TGF-ß3 stimulation for 21 days. Chondrogenesis was confirmed by scanning electron microscopy (SEM), histology and immunohistochemistry. SC from both sources showed high expansion capacity, adherent culture, fibroblasts-like forming colonies, positivity markers of mesenchymal lineage, pluripotency, chondrogenic potential and negativity for hematopoietic markers and there was differentiation in the mesenchymal lines. The chondrogenesis was confirmed by histological stains with matrix production, presence of collagens and proteoglycans. Immunohistochemistry showed positive marking for collagen II, such as immunofluorescence, and aggrecan. In the SEM it was observed an intense fiber network in the scaffold. Cells from both sources proved to be effective in inducing chondrogenesis
Subject: Medicina regenerativa
Células-tronco
Líquido amniótico
Tecido adiposo
Condrogênese
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: DAMAS, Ingrid Iara. Comparação da condrogênese de células-tronco de líquido amniótico humano e tecido adiposo em scaffold de quitosana e xantana. 2019. 1 recurso online ( 72 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/352073. Acesso em: 9 Nov. 2020.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Damas_IngridIara_M.pdf3.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.