Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/350892
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é : percepções sobre como ser estudante de medicina
Title Alternative: Each onde knows the pain and the delight of being what he is : perceptions about how to be a medical student
Author: Arruda, José Cleano Dias, 1982-
Advisor: Bulgareli, Jaqueline Vilela, 1980-
Abstract: Resumo: O estudante, ao ingressar no meio universitário, é submetido a processos que envolvem aspectos externos pertencentes ao contexto acadêmico, de satisfação com o curso; e aspectos internos do sujeito, como habilidades de enfrentamento de situações adversas, de lidar com os sintomas psicossomáticos e os diversos estados de humor, tornando-os vulneráveis ao sofrimento psíquico. Este estudo objetiva conhecer a percepção do estudante sobre ser aluno durante o curso de medicina. Estudo de abordagem qualitativa realizado com estudantes de medicina de uma Instituição de Ensino Superior (IES) privada do município de Sobral, estado do Ceará, realizado no período de Maio/2019 a Novembro/2019 compondo alunos matriculados entre o segundo e o sexto ano da graduação. Estes foram selecionados propositadamente pelo número de matrícula correspondentes ao anos citados e, por meio da técnica de saturação do discurso, foram utilizadas num total de 10 (dez) entrevistas. Os dados foram coletados por meio de entrevista semi-estruturada que foram gravadas por mensagem de voz pelo aplicativo do celular do entrevistador, transcritas manualmente e analisadas através da Análise de Conteúdo de Bardin. A codificação das categorias iniciais resultou em cinco categorias finais, a saber: saúde, qualificação profissional, apoio familiar, relação entre os acadêmicos e rotina. Os estudantes de medicina apontaram relações estreitas da graduação com a saúde, relacionados à: cobrança acadêmica, sensação de bem estar, formato da graduação, ansiedade gerada pelo curso, estratégias de estudo, apoio psicopedagógico e convívio social. As expectivas profissionais são afetas pelo impacto financeiro na manutenção da graduação e o medo em relação às incertezas do futuro da profissão. O apoio familiar foi considerado um aspecto motivador para o enfrentamento dos desafios durante a formação médica, em contrapartida, o relacionamento entre os colegas foi apontado como um aspecto negativo. A rotina extenuante do curso revelou-se como um dos fatores mais impactantes para a saúde. Portanto, diante da suscetibilidade ao sofrimento vivenciado pelos estudantes de medicina, as Instituições de Ensino Superior surgem, como aliadas na promoção, prevenção e cuidado à manutenção da saúde física e mental, contribuindo, assim, para a formação de profissionais mais preparados para assumir papel que demandará intensa dedicação

Abstract: When entering the university, the student is subjected to processes that involve external aspects belonging to the academic context, of satisfaction with the course; and internal aspects of the subject, such as abilities to cope with adverse situations, to deal with psychosomatic symptoms and various mood states, making them vulnerable to psychological suffering. This study aims to understand the student's perception of being a student during the medical course. Qualitative approach study carried out with medical students from a private Higher Education Institution (HEI) in the municipality of Sobral, state of Ceará, carried out from May / 2019 to November / 2019 comprising students enrolled between the second and sixth year of University graduate. These were selected purposely by the number of enrollment corresponding to the years cited and, through the technique of saturation of the speech, they were used in a total of 10 (ten) interviews. The data were collected through semi-structured interviews that were recorded by voice message using the interviewer's mobile application, manually transcribed and analyzed using Bardin's Content Analysis. The codification of the initial categories resulted in five final categories, namely: health, professional qualification, family support, relationship between students and routine. Medical students pointed out close links between graduation and health, related to: academic demand, feeling of well being, graduation format, anxiety generated by the course, study strategies, psychopedagogical support and social life. Professional expectations are affected by the financial impact on maintaining graduation and fear of the uncertainties of the future of the profession. Family support was considered a motivating aspect to face challenges during medical training, in contrast, the relationship between colleagues was pointed out as a negative aspect. The strenuous routine of the course proved to be one of the most impacting factors for health. Therefore, in view of the susceptibility to suffering experienced by medical students, Higher Education Institutions appear, as allies in the promotion, prevention and care for the maintenance of physical and mental health, thus contributing to the formation of professionals better prepared to assume a role that will demand intense dedication
Subject: Estudantes de medicina
Saúde mental
Pesquisa qualitativa
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ARRUDA, José Cleano Dias. Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é: percepções sobre como ser estudante de medicina. 2020. 1 recurso online ( 53 p.) Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Arruda_JoseCleanoDias_M.pdf1.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.