Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/350889
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Os limites da floresta de araucárias e dos campos de altitude : fatores físico-químico-hídricos de quatro catenas em uma bacia em Campos do Jordão, SP
Title Alternative: The araucária forest and campos de altitude limits : physical-chemical-hydrological factors of four catenas in a basin in Campos do Jordão, Brazil
Author: Kayano, Ana Carolina Keiko, 1995-
Advisor: Pereira, Sueli Yoshinaga, 1961-
Abstract: Resumo: As treelines são as margens até onde árvores conseguem crescer e sobreviver. A maioria das pesquisas relacionadas a treelines focam em temperatura, e são majoritariamente realizados na escala global e em regiões alpinas, enquanto faltam estudos em regiões tropicais que exploram os efeitos de outras variáveis, como o solo. A temperatura de 6,4 ± 0,7 °C é considerada um fator limitante global de treelines. Campos do Jordão (22° 44¿ S e 45° 35¿ W), cuja temperatura média anual é de 14,9 °C, apresenta floresta de araucárias nos vales e campos de altitude (vegetação rasteira de campos limpos e arbustiva de campos sujos) nas vertentes e divisores de águas. A Araucaria angustifolia, componente da floresta, é uma espécie criticamente ameaçada de extinção, e mesmo que intocada há mais de 40 anos na região, quando cessou a exploração desenfreada de sua madeira, não ocupa as vertentes ou os divisores de águas. Buscou-se quantificar a influência das características físico-químico-hídricas do solo associadas às formas de relevo na distribuição da floresta de araucárias ("Araucaria angustifolia") e dos campos de altitude (vegetação rasteira e arbustiva). Foi realizado o levantamento de quatro catenas em uma bacia de estudo de 45 hectares no Parque Estadual de Campos do Jordão (PECJ), SP. Os perfis foram descritos, e amostras deformadas e indeformadas de solo foram analisadas fisicamente (granulometria, densidade, curva de retenção hídrica) e quimicamente (pH, capacidade de troca catiônica, saturação por bases e por alumínio). Os fatores físicos apresentaram maior expressividade do que fatores químicos, em que, de modo geral, os solos foram ácidos, distróficos e álicos. A floresta de araucárias se localizou em áreas côncavas (planície alveolar e anfiteatro de erosão), onde há solos mais profundos (de 26 a 59cm, com exceção das trincheiras 8v e 9v com horizontes enterrados) e úmidos (capacidade de campo, CC, variou de 0,37 a 0,46 m³/m³ de água, e ponto de murcha permanente, PMP, variou de 0,2 a 0,40 m³/m³). Campos de altitude se localizaram em área convexas (área de topos e lombas, vertente em rampa), onde há solos rasos (de 9 a 24cm até atingir o horizonte C) com baixa capacidade de retenção hídrica (CC variou de 0,25 a 0,27 m³/m³ de água e PMP variou de 0,12 a 0,17 m³/m³ para campos limpos e de 0,31 a 0,37 m³/m³ de água em CC e 0,20 a 0,31 m³/m³ em PMP para campos sujos). Esses resultados apontam para o solo como causa, efeito e evidência do ecótono abrupto floresta-campo. Eles também podem auxiliar na restauração de ecossistemas naturais e na identificação de áreas propicias e compartilhadas para a ocupação da floresta de araucárias e dos campos de altitude

Abstract: Treelines are the limits where trees can grow and survive. Most of the research related to treelines focus on temperature, and are mostly studied on a global scale and in Alpine regions, while there is a gap in studies in tropical areas that explore the effects of other variables, such as soil. The temperature of 6.4 ± 0.7 °C is considered a global limiting factor for treelines. The average annual temperature in Campos do Jordão (22 ° 44 'S and 45 ° 35' W) is 14.9 °C and it presents araucaria forest in the valleys and campos de altitude (grassy vegetation of campos limpos and shrubby vegetation of campos sujos) in the hillslopes. The "Araucaria angustifolia", a component of the forest, is a critically endangered species, and even though it has been untouched for more than 40 years in the region, when the exploitation of its wood was stopped, the forest does not occupy the hillslopes or the ridges. Considering the hypothesis that the current vegetation configuration in Campos do Jordão is not climatically limited, we sought to quantify the influence of landforms and physical-chemical-hydrological characteristics of the soil on the distribution of the araucaria forest and the campos de altitude. Four catenas were surveyed in a 45-hectare study basin in Campos do Jordão State Park (PECJ), SP. The profiles were described, and disturbed and undisturbed soil samples were physically (soil particle, density, water retention curve) and chemically (pH, cation exchange capacity, base and aluminum saturation) analyzed. The physical factors were more expressive than the chemical factors, in which, in general, the soils were acidic, dystrophic and alic. The araucaria forest was located in concave areas (hollow and erosion amphitheater), where there are deeper (from 26 to 59cm until the C horizon was reached, except the 8v and 9v profiles, which had buried horizons) and more humid soils (field capacity, FC, varied from 0,37 to 0,46 m³/m³ of water, and permanent wilting point, PWP, varied from 0,2 to 0,40 m³/m³). Campos de altitude were located in convex areas (hilltops and lombas, ramp-shaped slope), where there are shallow soils (from 9 to 24cm until the C horizon was reached) with low water retention capacity (FC varied from 0,25 to 0,27 m³/m³ of water and PWP from 0,12 to 0,17 m³/m³ for campos limpos and varied from 0,31 to 0,37 m³/m³ of water on FC and 0,20 a 0,31 m³/m³ on PWP for campos sujos). These results point to the soil as cause, effect and evidence of the forest-grassland abrupt ecotone. They can also help in the natural ecosystems¿ restoration and in the identification of shared and suitable areas of araucária forest and campos de altitude occupation
Subject: Floresta de araucária
Campos de altitude
Biogeografia
Solos
Erosão
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: KAYANO, Ana Carolina Keiko. Os limites da floresta de araucárias e dos campos de altitude: fatores físico-químico-hídricos de quatro catenas em uma bacia em Campos do Jordão, SP. 2020. 1 recurso online (80 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/350889. Acesso em: 12 Oct. 2020.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Kayano_AnaCarolinaKeiko_M.pdf3.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.