Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/348570
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Karajá e Xavante : parentesco Macro-Jê ou contato linguístico?
Title Alternative: Karajá and Xavante : Macro-Jê origins or language contact?
Author: Vedovato Júnior, Odair, 1977-
Advisor: D'Angelis, Wilmar, 1957-
Abstract: Resumo: Na língua Xavante, um fato se faz notar em relação a outras línguas Jê, especialmente o Xerente, língua irmã do Xavante: onde essas línguas apresentam uma oclusiva velar desvozeada, o Xavante apresenta, em seu lugar, uma oclusiva glotal. No Karajá, uma oclusiva velar desvozeada ocorre na fala feminina, mas não na fala masculina. O Xavante é a única das línguas Jê que não apresenta uma oclusiva velar desvozeada e o Karajá é a única das línguas Macro-Jê que apresenta marcada diferença entre fala masculina e feminina. Essa particular semelhança poderia ser interpretada, inicialmente, como mero resultado das histórias independentes de cada uma dessas línguas. No entanto, informações históricas sobre migrações dos Xavante atravessando território Karajá no fim do século XVIII permitem que se considere o contato linguístico como possível responsável por essa característica comum. É nessa direção que o presente trabalho se orienta. Como desdobramento dessa análise, pode-se colocar em discussão também, se certas outras características apontadas como de origem genética comum entre o Karajá e outras línguas Macro-Jê, usadas como comprovação do pertencimento da língua Karajá a esse tronco, também não seriam resultado de contato ao invés de origem genética

Abstract: In the Xavante language, an interesting fact can be noted in relation to other Jê languages, especially Xerente, Xavante's sister language: where those languages present a voiceless velar stop, Xavante has, instead, a glottal stop. In the language of the Karajá people, a voiceless velar stop occurs in female speech, but not in the male speech. Xavante is the only Jê language which does not have a voiceless velar stop and Karajá is the only language in the Macro-Jê stock presenting a marked difference between male and female speech. This particular similarity could be interpreted, at first, as a mere result of the independent histories of each of the languages. However, historical information on the migrations of the Xavante crossing the Karajá territory during the end of the 18th century allows us to consider linguistic contact as a decisive factor for the existence of this common characteristic. This work aims at exploring these facts. And, as a complementary task, we propose to bring to the discussion whether or not linguistic contact could also be responsible for certain other features, considered to be of common genetic origin of Karajá and other Macro-Jê stock languages
Subject: Língua karajá
Língua jê
Tronco linguístico macro-jê
Contato linguístico
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: VEDOVATO JÚNIOR, Odair. Karajá e Xavante: parentesco Macro-Jê ou contato linguístico?. 2020. 1 recurso online ( 102 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
VedovatoJunior_Odair_M.pdf1.84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.