Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/34753
Type: Artigo de periódico
Title: Crack users, sexual behavior and risk of HIV infection
Title Alternative: Usuários de crack, comportamento sexual e risco de infecção pelo HIV
Author: Azevedo, Renata Cruz Soares de
Botega, Neury José
Guimarães, Liliana Andolpho Magalhães
Abstract: OBJECTIVE: To compare a sample of injecting cocaine users and crack users, assessing sexual behavior, risk for infection by HIV and its seroprevalence. METHOD: 109 injecting cocaine users and 132 crack users were assessed, using the World Health Organization questionnaire from the expanded Cross-Site Study of Behaviors and HIV Seroprevalence among Injecting Drug Users and HIV serology. Data were assessed by Multiple Correspondences Analysis. RESULTS: Crack users showed less time of drug consumption when compared to the injecting cocaine users. Despite this fact, they had higher rates of risky sexual activity, differences in poli-consumption of drugs, and higher rates of involvement in illegal issues. HIV seroprevalence among crack users, although lower than for injecting cocaine users (7% vs. 33%) is high when compared to the general population at the same age. CONCLUSIONS: Sexual behavior of crack users in the studied sample may be considered a risk factor for HIV infection. Crack users have access to information on HIV/ AIDS, but do not make use of it to change risk behaviors that may expose them to HIV infection and dissemination. HIV seroprevalence among crack users (7%) is concerning, which makes it necessary to create preventive strategies for HIV infection and dissemination that are specifically directed toward this population.
OBJETIVO: Comparar uma amostra de usuários de cocaína injetável e usuários de crack avaliando comportamento sexual, risco para contaminação pelo HIV e sua soroprevalência. MÉTODO: Avaliou-se 109 usuários de cocaína injetável e 132 usuários de crack, utilizando o questionário da Organização Mundial de Saúde para o Estudo Multicêntrico de Comportamentos e Soroprevalência de HIV entre Usuários de Droga Injetável ampliado e sorologia para o HIV. Os dados foram avaliados pela Análise de Correspondências Múltiplas. RESULTADOS: Os usuários de crack apresentaram menor tempo gasto no consumo de drogas quando comparados com os usuários de cocaína injetável. Apesar disso, tiveram maiores taxas de atividade sexual de risco, diferenças no consumo de múltiplas drogas e maiores taxas de problemas com a justiça. A soroprevalência do HIV entre os usuários de crack, embora inferior aos usuários de cocaína injetável (7% x 33%), é elevada quando comparada à população geral nesta faixa etária. CONCLUSÕES: O comportamento sexual dos usuários de crack da amostra estudada pode ser considerado fator de risco para a contaminação pelo HIV. Os usuários de crack têm acesso à informações sobre HIV/AIDS, porém, não as utilizam para modificar comportamentos de risco que os expõem à possibilidade de contaminação e disseminação do HIV. A soroprevalência do HIV entre eles (7%) é um dado preocupante, o que torna necessário criar estratégias preventivas de contaminação e disseminação do HIV especificamente direcionadas a esta população.
Subject: Infeções por HIV
Cocaína crack
Prevenção
Transtornos relacionados ao uso de substâncias
Comportamento sexual
HIV infections
Crack cocaine
Prevention
Substance-related disorders
Sexual behavior
Editor: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1516-44462006005000017
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462006005000017
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462007000100009
Date Issue: 1-Mar-2007
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.