Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/34749
Type: Artigo de periódico
Title: Spontaneous harm reduction: a barrier for substance-dependent individuals seeking treatment?
Title Alternative: Redução espontânea de danos: barreira para a procura de tratamento por dependentes de substâncias psicoativas?
Author: Fontanella, Bruno José Barcellos
Turato, Egberto Ribeiro
Abstract: OBJETIVE: Greater information regarding motivations and treatment barriers faced by substance-dependent individuals has clinical and public health implications. This study aimed to formulate hypotheses regarding psychological, social and family variables that can be constructed as motivations or subjective barriers for the early seeking of formal treatment. METHODS: A qualitative study was conducted in an intentional sample (selected through saturation and variety of types) of 13 substance-dependent individuals who sought treatment. In-depth, semi-structured interviews were conducted using open questions, and the transcribed data were subjected to qualitative analysis. RESULTS: Four types of spontaneous harm reduction measures were identified, according to the subjective logic of each participant: having some periods at rest (not using and recovering from adverse effects); caretaking by close acquaintances (relatives, partners, drug dealers and alcoholic beverage sellers); selectivity regarding substance source, type and means of administration; establishing healthy limits of ingestion. CONCLUSIONS: The measures identified might represent barriers to the early seeking of treatment but might also represent spontaneous learning of abilities beneficial to future treatment. Health care professionals should take into consideration their existence and should address them in clinical settings. Issues representative of the formulated categories should be presented in structured questionnaires used in future quantitative studies of barriers to treatment in this population.
OBJETIVO: O conhecimento das motivações e barreiras para que um dependente de substâncias psicoativas chegue a tratamento tem importantes implicações clínicas e para a saúde pública. O objetivo do trabalho é formular hipóteses sobre variáveis psicológicas e sociofamiliares configuráveis como motivações e barreiras subjetivaspara a procura mais precoce por tratamento formal pela população de dependentes de substâncias psicoativas. MÉTODOS: Pesquisa qualitativa exploratória sobre amostra heterogênea (quanto a variáveis clínicas e sociodemográficas) e intencional (fechada por saturação e variedade de tipos) de 13 dependentes de substâncias psicoativas que procuraram tratamento. Entrevistas semidirigidas com questões abertas e análise qualitativa de conteúdo da transcrição, com formulação de categorias de motivações e barreiras para tratamento formal. RESULTADOS: Dentre as barreiras ao tratamento, foram identificados quatro tipos de medidas espontâneas de redução de danos, de acordo com a lógica subjetiva dos entrevistados: descansos do uso (períodos de tempo sem uso para recuperação de efeitos indesejáveis); cuidados de pessoas próximas (parentes, colegas, comerciantes/traficantes das substâncias); eleição de boas procedências, variedades de substâncias e vias de administração; estabelecimento de cotas de uso de substâncias que não fariam mal. CONCLUSÕES: As medidas identificadas podem representar barreiras à procura precoce de tratamento e também significar treinamento espontâneo de habilidades benéficas a um futuro tratamento; os clínicos devem considerá-las, abordando-as e discutindo-as nos atendimentos clínicos; tópicos representativos das categorias formuladas devem constar dos questionários estruturados sobre a freqüência das diferentes barreiras ao tratamento nesta população.
Subject: Transtornos relacionados ao uso de substâncias
Alcoolismo
Aceitação pelo paciente de cuidados de saúde
Cuidados médicos
Entrevista psicológica
Pesquisa qualitativa
Redução do dano
Substance-related disorders
Alcoholism
Patient acceptance of health care
Delivery of health care
Interview, Psychological
Qualitative research
Harm reduction
Editor: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1516-44462005000400004
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462005000400004
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462005000400004
Date Issue: 1-Dec-2005
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1516-44462005000400004.pdf132.45 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.