Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/346791
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: A acumulação de capital no setor de fast-food : valor, proletarização e flexibilização do trabalho nas lojas da rede McDonald's
Title Alternative: Capital accumulation in the fast-food sector : value, proletarization and flexibilization of work in the stores of the McDonald's network
Author: Montanholli, Guilherme, 1989-
Advisor: Antunes, Ricardo, 1953-
Abstract: Resumo: O objetivo da dissertação consiste em elucidar as relações de trabalho e emprego do conjunto das ocupações necessárias a reprodução do serviço de fast-food pelos restaurantes da rede McDonald¿s. De acordo com o organograma da empresa, as ocupações dividem-se, fundamentalmente, em "funcionários", "treinadores" e "gerentes". Assim, considerando que estes cargos se relacionam em um universo produtivo que articula padrões tayloriano-fordistas com protocolos técnico-organizacionais, contratuais e tecnológicos típicos da era da acumulação flexível, argumenta-se que os trabalhadores e as trabalhadoras do McDonald¿s constituem parte de um novo e amplo proletariado flexível e precarizado localizado no setor de serviços. Ademais, tendo em vista que todo processo de produção subsumido pela lógica do capital configura-se em uma unidade imediata entre o processo de trabalho e o processo de valorização, e considerando as complexas relações que a marca McDonald¿s mantem com milhares de franqueados e fornecedores, esboça-se a hipótese de que o circuito de acumulação da empresa comporta um componente rentista - para além da exploração constitutiva da relação capital-trabalho. A pesquisa foi realizada por intermédio de três recursos: (1) balanço bibliográfico; (2) análise de materiais diversos da empresa; (3) análise de depoimentos e entrevistas públicas com trabalhadores e membros da corporação

Abstract: The research aims to elucidate the work and employment relationships of all the occupations necessary for the reproduction of the fast-food service by McDonald's chain restaurants. According to the company's organizational chart, occupations are basically divided into "crew members", "crew trainers" and "managers". Thus, considering that these positions are related in a productive universe that embodies Taylor-Fordist patterns with technical-organizational, contractual and technological protocols typical of the era of flexible accumulation, it is argued that McDonald's workers constitute a new flexible and precarious proletariat located in the service sector. Furthermore, considering that the entire production process subsumed by the logic of capital is configured in an immediate unity between the work process and the valuation process, and considering the complex relationships that the McDonald's brand maintains with thousands of franchisees and suppliers, the hypothesis is outlined that the company's accumulation circuit includes a rentier component - in addition to the constitutive exploration of the capital-labor relationship. The research was carried out with three resources: (1) bibliographic balance; (2) analysis of the company's various materials; (3) analysis of testimonies and public interviews with workers and members of the company
Subject: McDonald's Corporation
Trabalho
Proletariado
Capitalismo
Restaurantes fast-food
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MONTANHOLLI, Guilherme. A acumulação de capital no setor de fast-food: valor, proletarização e flexibilização do trabalho nas lojas da rede McDonald's. 2020. 1 recurso online ( p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Montanholli_Guilherme_M.pdf2.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.