Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/345481
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: A modernização da permanência : institutos nacionais de pesquisa agropecuária na Argentina e no Brasil e as transformações no campo latino-americano no século XX (1956-1979)
Title Alternative: The modernization of continuity : national agricultural research institutes in Argentina and Brazil and the changes in latin american field in 20th century (1956-1979)
Author: Sanches Junior, Jefferson de Lara, 1988-
Advisor: Campos, Cristina de, 1974-
Abstract: Resumo: A América Latina é uma região que se caracteriza pela heterogeneidade e complexidade, ainda que se situe em um mesmo contexto de exploração a partir das Grandes Navegações ibéricas iniciadas em fins do século XV. Evidência desse processo revela-se ao observarmos desde os diferentes sotaques usados no idioma espanhol predominante em boa parte do continente ao isolamento linguístico vivido pelo Brasil. Ademais, podemos constatar tamanha complexidade em outros setores, como o de ciência e tecnologia. Considerada como região de desenvolvimento tardio nessa área, a América Latina vê no século XX um período de constantes mudanças que condicionaram social e economicamente a região. Tais transformações vieram acompanhadas de diversas descontinuidades e desafios, marcados pela ascensão de um processo de industrialização tardio em relação às nações europeias e aos EUA. No que tange o Brasil e a Argentina, a situação se manifestava de forma intensa, visto ambos serem as principais forças políticas e econômicas da América do Sul. Fator preponderante na região desde o período colonial, a agricultura não foi esquecida. Particularmente, a pesquisa agrícola, cuja tradição remonta ao século XIX, passa a ser vista ao longo do século XX como fundamental para o modelo de desenvolvimento adotado, seja para gerar divisas ou para fornecer matéria-prima para as indústrias em expansão em uma região marcadamente agrícola. Para atender a tamanha demanda, observamos o início do desenvolvimento de institutos de pesquisa agropecuária, visando justamente conceder a essa área o respaldo científico para a empreitada. Nos anos de 1940, há uma intensificação desse processo, visto o papel desempenhado pela ciência na Segunda Guerra Mundial e a crença em seu poder para a superação dos obstáculos do desenvolvimento latino-americano. Em relação ao Brasil e Argentina, podemos observar a sua materialização através da formação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e da fundação do Instituto Nacional de Pesquisa Agropecuária (INTA), os quais, para além de se manifestarem como um processo isolado, se inserem em um contexto mais amplo de criação de institutos nacionais de pesquisa agropecuária na América Latina. Destarte, este trabalho tem como objetivo geral analisar a criação de ambas as instituições no contexto de transformação da produção agrícola mundial, mediante modificações promovidas pela ciência e tecnologia que caracterizaram a Revolução Verde e a participação dos EUA no processo. Ademais, propomos a discutição aproximada entre a fundação e estruturação do INTA e da Embrapa, as dinâmicas que levaram à sua conformação, as coalizões realizadas e os obstáculos a serem superados, compreendendo como fatores internos se relacionam a um contexto internacional mais amplo. Por fim, objetivamos compreender e analisar a intervenção dos EUA no processo de constituição institucional, qualificando as ações desempenhadas por esse país no âmbito da construção de sua hegemonia na região, buscando garantir mercados para suas empresas e formatar a produção agropecuária de grandes nações conforme seus preceitos e finalidades

Abstract: Latin America is a region marked by a heterogeneity and complexity, even in the same context of exploitation started with Iberians Great Navigations in the end of 15th century. Evidence about this process shows up since in different accents existing in Spanish language prevailing in most part of the region to the linguistic isolation in Brazil. In addition, we can see this complexity in other sectors, as science and technology. Considered an area with a late development in this field, Latin America find in 20th century as a time with constant changes that was very important to conditioning itself social and economically. These transformations came with a lot of discontinuities and challenges, marked by raising of a late industrialization process compared with USA and Europe. About Brazil and Argentina, these changes occurred in an intensive way, as long as both countries representing the main political and economically forces in South America. One of the most important sectors since colonial time, agriculture was not forgot. Particularly, the agriculture research, existing in region since 19th century, become as fundamental piece on the development model adopted in 20th century, even for gaining foreign currency or provide raw materials to the industries in expansion in a region traditionally agrarian. To attend a huge demand, we percept the beginning of agriculture research institutes development as a method to give the necessary support to agrarian field. There is an intensification on this process on the 1940¿s, mainly about the role that science and technology played on Second World War and the belief on its importance to overcome the obstacles on Latin American development. Taking Brazil and Argentina, we can see the materialization of this process by the foundation of Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) and the Instituto Nacional de Tecnología Agropecuaria (INTA), whom, as far from an isolated event, must be seen on a bigger and more complex context about foundation of national agriculture research institutes in Latin America. Thus, this work has as a main objective analysis the foundation of both institutions in the context of the transformation passed by world agriculture production by modifications provided by science and technology, which characterized the Green Revolution and the USA participation on the process. Furthermore, we propose a discussion about the foundation and structuration of INTA and EMBRAPA, the dynamics which led to this conformation, the coalitions made and the obstacles were being overcome, understanding how particular factors relate to each other on a widely international context. Finally, we focus to understand and analyze the USA¿s intervention in the process of institutional organization, qualifying the actions adopted by this country on building its hegemony in the area, trying to get markets for the US companies and format the agriculture production of big countries with your own ideas and necessities
Subject: EMBRAPA
Instituto Nacional de Tecnología Agropecuaria (Argentina)
Agricultura
Guerra fria
Revolução ecológica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SANCHES JUNIOR, Jefferson de Lara. A modernização da permanência: institutos nacionais de pesquisa agropecuária na Argentina e no Brasil e as transformações no campo latino-americano no século XX (1956-1979) . 2020. 1 recurso online ( 275 p.) Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
SanchesJunior_JeffersonDeLara_D.pdf3.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.