Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/345203
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: La lenteur, de Milan Kundera : um romance de páginas muito bobas
Title Alternative: Milan Kundera's La lenteur : a novel of pages that are too silly
Author: Soares, Aline do Prado Aleixo, 1992-
Advisor: Costa, Cristina Henrique da, 1964-
Abstract: Resumo: Este trabalho propõe uma análise do romance La lenteur (1995), de Milan Kundera, sob o prisma de suas três dimensões: retórica, ideológica e estética. Para dar conta desta tarefa, e partindo do fato que a produção de estudos críticos sobre esta obra em particular é praticamente inexistente, somos levados a observar que a fortuna crítica do autor tem estudado seus romances segundo as prescrições dadas por ele mesmo em sua produção não-ficcional. Tais prescrições do autor resultam numa abordagem totalizante de sua obra que tem se imposto como forma única de interpretar seus textos de ficção. Dialogando com a crítica e analisando a forma como ela acata as recomendações do próprio Kundera, propomos lidar com a produção ensaística do escritor não pelo ângulo de suas eventuais concepções gerais de literatura, e sim enquanto deliberada construção de um projeto literário pessoal marcado por uma forte voz autoral a serviço da mistificação de sua figura. Tal voz é também colocada em ação no romance que tomamos como objeto de estudo, no qual um narrador em primeira pessoa confunde-se à imagem já cristalizada do autor e narra as histórias de suas personagens a partir de uma posição de distância e autoridade, exibindo uma visão de mundo baseada numa negatividade que recusa valores contemporâneos e prega o retorno a valores de um passado idealizado. A proeminência da voz autoral kunderiana que assombra o cronotopo romanesco de La lenteur passa a ser, neste sentido, o ponto de partida de nossa interpretação de todas as instâncias constitutivas deste romance. Assim, nosso trabalho assume-se como um exercício de crítica para buscar as perguntas e as respostas que o texto kunderiano, exemplificado no romance de 1995, pode suscitar em seu leitor

Abstract: This work proposes an analysis of the novel La lenteur (1995), by Milan Kundera, under the prism of its three dimensions: rhetoric, ideological and aesthetic. To cope with this task, and starting from the fact that the production of critical studies on this particular work is practically non-existent, we are led to observe that the author¿s critical fortune has studied his novels according to the prescriptions given by himself in his non-fictional production. Such author¿s prescriptions result in a totalizing approach to his work that has been imposed as the only way to interpret his fictional texts. Dialoguing with the critic and analyzing the way in which it follows Kundera¿s recommendations, we propose to deal with the writer's essayistic production not from the angle of his eventual general conceptions of literature, but as a deliberate construction of a personal literary project marked by a strong authorial voice at the service of the mystification of his figure. Such a voice is also put into action in the novel we take as our object, in which a first-person narrator confuses himself with the author¿s already crystallized image and tells the stories of his characters from a position of distance and authority, presenting a world view based on a negativity that rejects contemporary values and preaches the return to those of an idealized past. The prominence of the Kunderian authorial voice that haunts the novelistic chronotope of La lenteur becomes, in this sense, the starting point of our interpretation of all the constituent instances of this novel. Our work takes itself as an exercise of literary criticism that seeks the questions as well as the answers that the Kunderian text exemplified in the 1995 novel may raise in its reader
Subject: Kundera, Milan, 1929-. La lenteur
Ficção francesa
Narrativa (Retórica)
Literatura - Crítica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SOARES, Aline do Prado Aleixo. La lenteur, de Milan Kundera: um romance de páginas muito bobas. 2020. 1 recurso online ( 145 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Soares_AlineDoPradoAleixo_M.pdf1.55 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.