Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/345060
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: A percepção da variação entre a morfologia de modo subjuntivo e a morfologia de modo indicativo em orações subordinadas no português brasileiro : um estudo psicolinguistico
Title Alternative: The perception of the variation between subjunctive mood and indicative mood in subordinate clauses in brazilian portuguese : a psycholinguistic study
Author: Waldemarim, Karen Kalil, 1993-
Advisor: Sampaio, Thiago Oliveira da Motta, 1984-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa estuda o fenômeno da alternância entre a marcação morfológica de modo subjuntivo e indicativo em contextos de modalidade subjuntiva no Português do Brasil. Em primeiro lugar, é possível se perguntar se essa alternância é uma escolha intencional do falante e altera significativamente a interpretação da frase, ou se essa alternância é uma variação linguística. Em segundo lugar, é possível se perguntar se a estrutura da frase interfere na escolha da marcação morfológica (ex. tipo de verbo, tempo e aspecto verbal). Desse modo, a linha teórica que melhor descreve os contextos semânticos de uso dos modos verbais nas línguas é a linguística funcional. Autores como Givón (1994); Mithun (1999); Palmer (2001) definem os conceitos de modalidade e o modo nas línguas e descrevem contextos em que essa alternância é possível e intencional. Diante dessas questões, propomos um estudo psicolinguístico do fenômeno que já foi estudado em pesquisas na área da linguística funcional e em estudos sociolinguísticos. Essa dissertação apresenta dois experimentos psicolinguísticos de leitura automonitorada com tarefa de julgamento de atribuição de crença (certeza). Nossos resultados indicam que não é possível aferir nenhum tipo de aumento de custo cognitivo na alternância dos modos indicativo e subjuntivo durante a leitura online das frases. Porém, é possível perceber que, em uma tarefa de avaliação da crença (certeza), os participantes atribuem maior nível de certeza do emissor nas informações dadas no modo indicativo do que naquelas dadas no modo subjuntivo

Abstract: The present research investigates the alternation between the morphological marking of Subjunctive / Indicative Mood in subjunctive modality contexts in Brazilian Portuguese. First, we investigate whether the alternation is an intentional choice of the speakers to slightly modify the meaning of a sentence, or whether it is a linguistic variation. Second, we investigate whether the sentence structure interferes with the choice of morphological marking (e.g. type of verb, tense and verbal aspect). The theoretical framework that best describes the use of Mood is the Functional Linguistics. Authors such as Givón (1994), Mithun (1999), Oliveira (2007) and Palmer (2001) define the concepts of modality and mood in languages and describe contexts where alternation is possible and intentional. Given these questions, we propose a psycholinguistic approach to shed light at the phenomenon that has already been studied in other research fields such as functional linguistics and sociolinguistics. We ran two self-paced reading experiments with belief (certainty) attribution tasks. By our results, it is not possible to measure a hypothetical increase in cognitive demands in the alternation between indicative and subjunctive morphological forms during participants¿ online reading times. However, in the belief (certainty) attribution task, participants assign a higher level of certainty to the issuer when the information is given in the indicative form than in the ones given in the subjunctive form
Subject: Modalidade (Linguística)
Psicolinguística
Funcionalismo (Linguística)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: WALDEMARIM, Karen Kalil. A percepção da variação entre a morfologia de modo subjuntivo e a morfologia de modo indicativo em orações subordinadas no português brasileiro: um estudo psicolinguistico. 2020. 1 recurso online ( 74 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/345060. Acesso em: 10 Jul. 2020.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Waldemarim_KarenKalil_M.pdf1.36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.