Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/344211
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Proposta de marcador biométrico de disreflexia autonômica usando imagens de alta resolução da retina
Title Alternative: Proposal for a biometric marker of autonomic dysreflexia using high-resolution images of the retina
Author: Segatti, Andréa Coimbra, 1990-
Advisor: Arthur, Rangel, 1977-
Abstract: Resumo: A lesão da medula espinhal é uma das afecções mais sérias e incapacitantes no âmbito neurológico. As modificações geradas pela lesão medular (LM) resultam em déficit motor, sensitivo e do controle autônomo dos órgãos. Os pacientes com LM apresentam sequelas como tetraplegia e paraplegia, além de complicações secundárias. As lesões acima de T6/7 têm como consequência a disreflexia autonômica (DA), não estabelecendo de forma harmônica a ação do sistema nervoso simpático e parassimpático, o que pode levar a uma série de eventos nocivos aos pacientes. Tais complicações ocasionadas pela DA são consideradas emergências médicas graves com risco de morte. Considerando estes fatores faz-se pertinente o estudo investigativo sobre a vascularização e a tortuosidade dos vasos como forma de identificar alguns padrões da disreflexia, almejando precocemente e para condutas e reabilitação mais seguras e eficazes. Neste estudo, foi realizada a investigação da disreflexia autonômica através do processamento e análise de imagens multiespectrais obtidas através de um retinógrafo denominado Retinal Function Imager (RFI) disponível no Ambulatório de Nefrologia do Hospital das Clínicas/UNICAMP. Essas imagens apresentam propriedades que não podem ser vistas a olho nu, obtendo como resultado um alto grau de detalhes devido a utilização de bandas eletromagnéticas variadas. Trata-se de um estudo do comportamento dos vasos sanguíneos da retina em grupo de indivíduos com lesões traumáticas, considerados paraplégicos e tetraplégicos. O grupo investigado é do Ambulatório de Reabilitação do Aparelho Locomotor do Hospital das Clínicas/UNICAMP. A análise foi realizada por meio da análise da tortuosidade e da densidade de tortuosidade, encontradas na vascularização da retina por meio de imagens multiespectrais obtidas pelo RFI. Nos resultados foram identificados padrões de tortuosidade que representam marcadores biométricos com alto nível de acurácia para o diagnóstico da disreflexia autonômica. Para a medida de tortuosidade o nível de acurácia foi de 77% enquanto para a densidade de tortuosidade foi obtida a acurácia de 85%; ao excluir um cenário de exceção de um paciente com lesão incompleta, este valor chega ao nível ainda maior de 92%

Abstract: Spinal cord injury is one of the most serious and disabling conditions in the neurological field. The changes generated by the spinal cord injury result in motor, sensory and autonomic organ control deficits. Patients with spinal cord injury present sequelae such as quadriplegia and paraplegia, as well as secondary complications. The lesions above T6 / 7 result in autonomic dysreflexia (AD), not harmoniously establishing the action of the sympathetic and parasympathetic nervous system, which can lead to a series of events harmful to patients. Such complications caused by AD are considered serious medical emergencies with risk of death. Considering these factors, it is pertinent the investigative study on vascularization and tortuosity of the vessels as a way of identifying some patterns of dysreflexia, aiming early identification and for safer and more effective conducts and rehabilitation. In this study, the investigation of autonomic dysreflexia was performed through the processing and analysis of multispectral images obtained through a Retinal Function Imager (RFI) available at the Nephrology Outpatient Clinic of Hospital das Clínicas / UNICAMP. These images present properties that can not be seen with the naked eye, resulting in a high degree of detail due to the use of varied electromagnetic bands. This is a study of the behavior of retinal blood vessels in a group of individuals with traumatic lesions, considered paraplegic and quadriplegic. The group investigated is from the Locomotor Apparatus Rehabilitation Clinic of Hospital das Clínicas / UNICAMP. The analysis was performed through the analysis of the tortuosity and the tortuosity density found in the retinal vascularization through multispectral images obtained by RFI. In the results we identified patterns of tortuosity that represent biometric markers with high level of accuracy for the diagnosis of autonomic dysreflexia. For the tortuosity measure the accuracy level was 77% while for the tortuosity density the accuracy was obtained of 85%; by excluding an exception scenario from a patient with incomplete injury, this figure reaches an even higher level of 92%
Subject: Imagens multiespectrais
Disreflexia autonômica
Retina
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SEGATTI, Andréa Coimbra. Proposta de marcador biométrico de disreflexia autonômica usando imagens de alta resolução da retina. 2019. 1 recurso online ( 86 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Tecnologia, Limeira, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FT - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Segatti_AndreaCoimbra_M.pdf4.49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.