Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/343782
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Uma comparação de métodos para transformação de seções sísmicas de afastamento comum em seções de afastamento nulo
Title Alternative: A comparison of methods for transformation of common offset seismic sections into zero offset sections
Author: Arruda, Joan Guastalla, 1995-
Advisor: Schleicher, Joerg Dietrich Wilhelm, 1964-
Abstract: Resumo: Nesta dissertação fazemos uma comparação entre os primeiros métodos que surgiram com o objetivo de transformar seções sísmicas de afastamento comum em seções sísmicas de afastamento nulo (TZO). Os primeiro métodos que surgiram na literatura consideravam um meio isotrópico, velocidade e densidade constantes, e apenas tinham o objetivo de que a cinemática da transformação estivesse correta. Posteriormente com os conceitos de amplitude verdadeira, surgem métodos TZO de amplitude verdadeira. Com exceção do primeiro método apresentado (Yilmaz and Claerbout, 1980), os demais métodos fazem uma transformação cinemática perfeita. Para comparar a qualidade dos resultados obtidos por métodos de TZO de amplitude verdadeira, são feitos experimentos numéricos em três dos seis métodos apresentados. O primeiro é um método que leva em conta apenas a transformação cinemática, o segundo é um dos primeiros a trazer o conceito de amplitude verdadeira em TZO na literatura, mas considera que o refletor seja plano no cômputo do filtro de empilhamento do método, e o último método usa o mesmo conceito de amplitude verdadeira do segundo, entretanto considera o efeito da curvatura do refletor na amplitude, além de ser o único dos métodos apresentados que pode ser aplicado em um meio de velocidade não constante. Como era esperado, os experimentos numéricos mostram que cinematicamente os três métodos de TZO são idênticos, mas com relação à amplitude, os que utilizam do conceito de amplitude verdadeira são melhores. Curiosamente, mesmo que o segundo método não leve em conta a curvatura do refletor no efeito da amplitude, os resultados obtidos pelo mesmo e o terceiro método são praticamente iguais. Foi matematicamente provado que, de fato, o segundo e o terceiro métodos são assintoticamente equivalentes quando aplicados em um dado sísmico de conteúdo de alta frequência e em um meio de velocidade constante, inclusive, foi feito um experimento numérico mostrando que em situações que tanto o segundo quanto o terceiro método apresentam um maior erro de amplitude, o uso de um dado de mais alta frequência resulta em um erro menor ainda. Por último, foi feito um experimento numérico com o terceiro método em um modelo de velocidade com gradiente vertical constante. O experimento mostrou que a acurácia na amplitude atingida é tão boa quanto a obtida na aplicação do método em modelos de velocidade constante

Abstract: In this dissertation, i compare the first methods that emerged with the aim of transforming the common offset seismic sections into zero offset seismic sections (TZO). The first methods that appeared in the literature considered an isotropic medium, constant speed and density, and their only was to have a correct kinematic transformation. Later, with the concepts of true amplitude, TZO methods of true amplitude appear. With the exception of the first method presented (Yilmaz and Claerbout, 1980), the other methods perform a perfect kinematic transformation. In order to compare the quality of the results obtained by true amplitude TZO methods, numerical experiments are carried out on three of the six methods presented. The first is a method that takes into account only the transformation Kinematics, the second is one of the first to bring the concept of true amplitude in TZO in the literature, but considers that the reflector is flat in the computation of the stacking filter of the method, and the last method uses the same concept of true amplitude as the second, however it considers the effect of the curvature of the reflector on the amplitude, and is the only of the methods presented that can be applied in a medium of non-constant speed. As expected, the numerical experiments show that,kinematically, the three methods of TZO are identical, but with respect to amplitude, those using the concept of true amplitude are really better. Interestingly, even though the second method does not take into account the curvature of the reflector in the amplitude effect, the results obtained by it and the third method are practically the same. It has been mathematically proven that in fact the second and third methods are asymptotically equivalent when applied to a high frequency content seismic data and a constant speed medium. An experiment on a high frquency seismic data shows that even in situations where both the second and the third method have a greater amplitude error, the use of a higher frequency data results in a minor error. Finally, an experiment was carried out with the third method in a velocity model with constant vertical gradient, the experiment showed that the accuracy reached in amplitude is as good as that obtained in the application of the method in constant speed models
Subject: Ondas sísmicas
Método sísmico de reflexão
Métodos de continuação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ARRUDA, Joan Guastalla. Uma comparação de métodos para transformação de seções sísmicas de afastamento comum em seções de afastamento nulo . 2020. 1 recurso online ( 115 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IMECC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Arruda_JoanGuastalla_M.pdf1.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.