Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/343642
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: "Quem tem direito a querer ter/ser mãe?" : dinâmicas entre gestão, instâncias estatais e ação política em Belo Horizonte (MG)
Title Alternative: "Who has the right to have/be a mother?" : dynamics between management, state instances and political action in Belo Horizonte (MG)
Author: Alves, Ariana Oliveira, 1994-
Advisor: Rui, Taniele, 1982-
Abstract: Resumo: Esta dissertação toma como objeto de análise o que foi convencionado como "afastamento", "separação compulsória" ou "sequestro" de bebês em Belo Horizonte (MG). Para tanto, lanço olhar aos jogos de acusação, denúncias e normativas que produzem e disputam práticas de gestão em torno de determinadas maternidades e populações. De maneira geral, o objetivo da dissertação é explorar tanto a gramática dos direitos quanto de gênero que produz gestão, controle e categorização das mães. Ademais, também está atenta à dimensão social e política, ou seja, a construção de um "problema", ora vinculado à "situação de vulnerabilidade" e a ausência de "capacidade protetiva", ora à criação de uma rede de apoio e articulação, organizada a partir da identificação social "Mães órfãs". Esta última, responsável por colocar em disputa na arena pública, noções de direitos e violações, a partir de um entendimento de maternidade bastante específico. Ou seja, ao analisar à constituição deste "problema" como uma "causa", centro especial atenção à "rede mães órfãs" e suas estratégias e engajamento, sobretudo, na formulação e denúncia do tema como uma causa pública grave e urgente de "violação de direitos". A metodologia da pesquisa teve como base o método qualitativo e busca pensar os documentos, as reuniões, audiências públicas e entrevistas como campo etnográfico, a fim de contribuir para os debates de antropologia a partir de sua interface com investigações sobre pessoas em situação de rua, uso de drogas, gênero, maternidades, instâncias estatais e práticas de documentação

Abstract: This dissertation takes as its object of analysis what has been referred to as "removal", "compulsory separation" or "kidnapping" of babies in Belo Horizonte (MG), taking a look at the accusation games, denunciations and norms that produce and dispute practices of management around certain maternities and populations. In general, the aim of the dissertation is to explore both the grammar of rights (VIANNA, 2013) and gender (VIANNA; FARIAS, 2011) that produces management, control and categorization of mothers. As for the social and political dimension, that is, the construction of a "problem", sometimes linked to the "situation of vulnerability" and the absence of "protective capacity", sometimes through the creation of a support and articulation network, organized from social identification to the category "orphan mothers" that puts in dispute in the public arena notions of rights and violations, based on a very specific understanding of motherhood. In analyzing the constitution of this "problem" as a political "cause", special attention is paid to the "orphan mothers network" and its strategies and engagement, especially in formulating and denouncing the issue as a serious and urgent public cause of "violation of rights". The research methodology to be used is based on the qualitative method, which seeks to think of documents, meetings, public hearings and semi-structured interviews as an ethnographic field. In order to continue and deepen the discussions initiated since graduation, I seek to contribute to anthropology debates from the interface between homelessness, use of drugs, gender, motherhood, state instances and documentation practices
Subject: Maternidade
Gênero
Documentos
Gestão
Vulnerabilidade social
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ALVES, Ariana Oliveira. "Quem tem direito a querer ter/ser mãe?" : dinâmicas entre gestão, instâncias estatais e ação política em Belo Horizonte (MG). 2020. 1 recurso online ( 129 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Alves_ArianaOliveira_M.pdf11.9 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.