Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/343582
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Multimorbidade, fragilidade e incapacidade funcional : prevalência e relação simultânea em idosos com 80 anos e mais
Title Alternative: Multimorbidity, fragility and functional disability : prevalence and simultaneous relationship in elderly with 80 years and over
Author: Pivetta, Naelly Renata Saraiva, 1992-
Advisor: Borim, Flávia Silva Arbex, 1977-
Abstract: Resumo: A alta prevalência de multimorbidade, fragilidade e incapacidade funcional entre idosos longevos torna esta população suscetível a desfechos adversos em saúde, tornando este, um grande desafio para o governo e sistemas de saúde. O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência de multimorbidade, fragilidade e incapacidade funcional e a presença simultânea das mesmas; e identificar a relação direta e indireta das variáveis em relação a incapacidade funcional. Trata-se de um estudo transversal, realizado com 166 idosos de 80 anos e mais, residentes em Campinas-SP, entre 2016 e 2017. As variáveis contempladas no presente estudo foram: sociodemográficas, doenças crônicas, indicadores de fragilidade e de capacidade funcional. As associações foram testadas pelo teste qui-quadrado de Pearson e as correlações pelo coeficiente de correlação de Spearman; a relação entre as variáveis de interesse e as variáveis mediadoras, foi testada com análise de caminhos; foram conduzidas no programa Stata 15.0. Do total de participantes (n=166), a maioria eram mulheres (70,5%). A média de idade da amostra foi 83,9 ± 3,6 anos. Cerca de 42% dos idosos entrevistados relataram ter renda familiar de 1.1 a 3 SM e 60,6% tinham de um a quatro anos de escolaridade. Observou-se que 37,3% apresentavam 3 ou mais doenças crônicas, 32,7% relataram precisar de ajuda para desempenhar 2 ou mais AIVDs e 15,6% eram frágeis. Observou-se correlações positivas e estatisticamente significativas da multimorbidade, fragilidade e incapacidade funcional. Na análise de caminhos destaca-se o número de doenças crônicas como variável mediadora da relação entre sexo e critérios de fragilidade, e número de critérios de fragilidade como mediadora da relação entre número de doenças e incapacidade funcional. O estudo oferece evidência da presença simultânea e correlação de multimorbidade, incapacidade funcional e fragilidade. Por meio da análise de caminhos, os achados fornecem informações acerca do processo saúde-doença e permite identificar uma abordagem específica para minimizar os efeitos e as consequências das variáveis em questão, principalmente a mediação e a interação nos idosos longevos

Abstract: The high prevalence of multimorbity, frailty and functional disability among elderly people makes this population susceptible to adverse health outcomes, making this a major challenge for government and health systems. The objective of this study was to estimate the prevalence of multimorbity, fragility and functional disability and their simultaneous presence; and to identify the direct and indirect relationship of variables in relation to functional disability. It is a cross-sectional study carried out with 166 elderly people aged 80 years and over, living in Campinas-SP between 2016 and 2017. The variables included in the present study were: sociodemographic, chronic diseases, indicators of fragility and functional capacity. The associations were tested by Pearson's chi-square test and correlations by Spearman's correlation coefficient; the relationship between the variables of interest and the mediating variables was tested with path analysis; were conducted in the Stata 15.0 program. Of the total number of participants (n = 166), the majority were women (70.5%). The mean age of the sample was 83.9 ± 3.6 years. About 42% of the elderly interviewed reported having a family income of 1.1 to 3 MS and 60.6% had one to four years of schooling. It was observed that 37.3% had 3 or more chronic diseases, 32.7% reported needing help to perform 2 or more AIVDs and 15.6% were fragile. Positive and statistically significant correlations of multimorbity, fragility and functional disability were observed. The analysis of pathways highlights the number of chronic diseases as a mediating variable of the relationship between sex and fragility criteria, and the number of fragility criteria as mediator of the relation between number of diseases and functional disability. The study offers evidence of the simultaneous presence and correlation of multimorbity, functional disability and fragility. Through the path analysis, the findings provide information about the health-disease process and allow the identification of a specific approach to minimize the effects and consequences of the variables in question, especially mediation and interaction in the elderly
Subject: Idosos
Multimorbidade
Fragilidade
Atividades cotidianas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PIVETTA, Naelly Renata Saraiva. Multimorbidade, fragilidade e incapacidade funcional: prevalência e relação simultânea em idosos com 80 anos e mais. 2018. 1 recurso online ( 76p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pivetta_ NaellyRenataSraiva_M.pdf2.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.