Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/343482
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Análise de custos do tratamento minimamente invasivo ambulatorial da doença venosa crônica
Title Alternative: Cost analysis of the minimaly invasive ambulatorial treatment of the chronic venous disease
Author: Baldini Neto, Luiz, 1977-
Advisor: Cavalcante, Denise de Fátima Barros, 1976-
Abstract: Resumo: Introdução. O sistema público de saúde brasileiro apresenta uma demanda acentuada de doentes com varizes e insuficiência venosa crônica e alguns fatores contribuem para a lentidão na resolução das filas de espera para a cirurgia. A incorporação do tratamento minimamente invasivo através da ablação térmica de veia safena por radiofrequência (RADFREQ) possibilitou grande avanço técnico na cirurgia de varizes e alta produtividade, ampliando o tratamento cirúrgico da doença venosa avançada, preservando a segurança sem prejuízo da eficácia. Entretanto, os custos envolvidos nesta modalidade de tratamento são passíveis de análise quando comparados ao do tratamento convencional (fleboextração de veia safena - FLEBO) podendo ou não justificar sua utilização. Objetivo. Avaliar o custo efetividade, eficiência alocativa e técnica (impacto financeiro) do tratamento minimamente invasivo (ablação térmica de veia safena por radiofrequência) da doença venosa crônica, em regime ambulatorial, comparado ao tratamento convencional (fleboextraçâo de veia safena). Metodologia. Trata-se de um estudo de custo efetividade com cálculo de eficiência alocativa e técnica. A perspectiva do estudo foi a do SUS, especificamente dos Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMES) do Estado de São Paulo. Os custos diretos (médicos e não médicos) e custo indireto (dias perdidos de produtividade) foram estimados através da técnica de macrocusteio (top down), para as duas técnicas in loco e nos registros dos AME de Piracicaba (RADIOFREQ) e de Santa Bárbara (FLEBO). Os parâmetros relativos à eficácia, riscos, tempo de recuperação e qualidade de vida foram obtidos de revisão de literatura por se tratar de técnicas já consagradas e não incipientes. As análises de custos foram executadas comparando-se o custo total destas técnicas, o número de atendimentos (eficiência locativa), os valores gastos por cada técnica no horizonte temporal (eficiência técnica) e o ICER do custo de tratamento adicional (diferença dos custos totais das técnicas/diferença do número de tratamento realizados durante 5 anos, Horizonte temporal) incluindo o número de reintervenções esperadas de acordo com dados da literatura disponíveis. Uma análise de sensibilidade foi elaborada com dois cenários, uma mais otimista (20% a menos nos custos globais) e um cenário mais pessimista (20% a mais nos custos globais). Não se utilizou taxa de desconto para o estudo. Resultados. O tratamento por RADIOFREQ possibilitou a realização de 3 vezes mais procedimentos no horizonte temporal quando comparado ao convencional. Promoveu um menor custo direto (por se tratar de uma técnica de execução mais rápida e, portanto, de menor tempo de utilização de sala cirúrgica) e um menor custo indireto, devido ao menor tempo de retorno às atividades de trabalho. O custo por tratamento adicional (ICER) foi de R$ 2.572,27, variando de R$2.057,92 a R$ 3.086,72. Conclusão: O tratamento cirúrgico ambulatorial da doença venosa crônica por radiofrequência permite uma maior eficiência alocativa, custos diretos e indiretos menores e um ICER adequado quando comparado ao tratamento convencional por fleboextração

Abstract: Introduction: The Brazilian public health system has a marked demand for patients with varicose veins and chronic venous insufficiency, and some factors contribute to the slow resolution of queues for surgery. The incorporation of minimally invasive treatment through radiofrequency saphenous vein thermal ablation (RADFREQ) has enabled great technical advancement in varicose vein surgery and high productivity, extending the surgical treatment of advanced venous disease, preserving safety without compromising efficacy. However, the costs involved in this treatment modality are subject to analysis when compared to the conventional intervention (saphenous vein extraction - FLEBO), which may or may not justify its use. Aims: To evaluate the cost-effectiveness, allocative and technical efficiency of minimally invasive treatment (radiofrequency saphenous vein thermal ablation) of chronic venous disease, on an outpatient basis, compared to conventional intervention (saphenous vein extraction). Methodology: It is a cost effectiveness study with calculation of allocative and technical efficiency. The perspective of the study was that of SUS, specifically from the Medical Specialist Ambulatory (AMES) of the State of São Paulo. Direct costs (medical and non-medical) and indirect costs (lost productivity days) were estimated by macro-costing in both on-site techniques in the Piracicaba (RADIOFREQ) and Santa Bárbara (FLEBO) AMES records. The parameters related to efficacy, risks, recovery time and quality of life were obtained from literature review because they are already established and not incipient techniques. Cost analyzes were performed by comparing the total cost of these techniques, the number of interventions (locative efficiency), the amounts spent by each technique over the time horizon (technical efficiency) and the ICER of the additional treatment cost (total cost difference between techniques / difference in the number of treatments performed during 5 years - time horizon) including the number of expected reinterventions according to available literature data. A sensitivity analysis was prepared with two scenarios, one more optimistic (20% less global costs) and one more pessimistic scenario (20% more global costs). No discount rate was used for the study. Results. Radiofrequency intervention allowed 3 times more procedures in the month when compared to the conventional one. It promoted a lower direct cost (because it is a faster execution technique and therefore a shorter operating room time) and a lower indirect cost through a shorter return time to work activities. The cost for additional treatment (ICER) was R$ 2,572.27, ranging from R$ 2,057.92 to R$ 3,086.72. Conclusion: Outpatient intervention of chronic radiofrequency venous disease allows for greater allocative efficiency, lower direct and indirect costs, and an appropriate ICER when compared to conventional phlebextraction treatment
Subject: Varizes
Radiofrequência
Custos e análise de custo
Veia safena
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BALDINI NETO, Luiz. Análise de custos do tratamento minimamente invasivo ambulatorial da doença venosa crônica. 2020. 1 recurso online (47 p.) Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
BaldiniNeto_Luiz_M.pdf3.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.