Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/343251
Type: Artigo
Title: Características morfológicas da planície de inundação do Rio Atibaia, entre Campinas e Jaguariúna, SP, Brasil
Title Alternative: Morphologicalcharacteristicsofthe atibaiariverfloodplain, caMpinasand JaguariunaMuncipalities, sp, brazi
Author: Muraro, Luis Eduardo de Oliveira
Pereira, Sueli Yoshinaga
Pereira, Paulo Ricardo Brum
Abstract: As planícies aluvionares são ecossistemas situados próximos ao nível de base de cursos de água, onde vários ambientes se inter-relacionam. Elas são consideradas áreas de descarga do escoamento básico de rios, e resultados de processos de assoreamento de sedimentos e erosão do rio ao longo do Quaternário, e compreendem um sistema complexo e dinâmico, seja em relação às suas características físicas como biológicas. A ocupação urbana e periurbana nestes locais, classificam-nas como áreas de risco hidrológico, uma vez que cheias sazonais ou chuvas extremas impactam a comunidade residente. A planície do rio Atibaia é uma extensa área limítrofe com os municípios de Campinas, Jaguariúna e Paulínia situada na transição entre a Depressão Periférica e o Planalto Atlântico. Trata-se de uma área de cerca de 34 km2, onde o rio Atibaia corre encaixado nas fraturas e falhas do embasamento cristalino. A planície forma uma pequena bacia sedimentar, decorrente do afunilamento da calha por diabásios a jusante, e a montante por rochas gnáissicas. Ela apresenta dois terraços representativos de fases de formação da planície, paleomeandros e paleocanais, antigas barras de pontal e diques marginais. Pequenas elevações são encontradas ao longo das margens do rio e migrações de meandros recentes de sentido noroeste e sudeste foram registradas, uma vez que o rio se encontra meandrante nesta parte de seu curso. Os campos úmidos e bacias de decantação representam área com níveis aflorantes do aquífero freático, e áreas de baixios (na região mais baixa da planície) onde a água se acumula e escoa
metadata.dc.description.abstractalternative: Alluvial plain is a complex and dynamic system situated near the base level of watercourses and is the result of sedimentation and erosion processes. It is an area of hydrological risk for urban and peri-urban occupation, due to seasonal floods. The Atibaia river plain is an extensive border area (approximately 34 km2) within the municipalities of Campinas, Jaguariúna and Paulínia. It is located in the transition between the Peripheral Depression and the Atlantic Plateau. The plain forms a small sedimentary basin, formed above the sedimentary rocks of Itarare Subgroup, due the tapering of the river channel by diabase rocks downstream, and gneiss rocks upstream. It exhibits two terraces with paleomeanders and paleo-channels, old point bars and levees. Small elevations are present, and recent NW and SE migrations of meanders were recorded. Wetlands and swamps are areas where the groundwater reaches the surface, accumulates and flows slowly to the river
Subject: Atibaia, Rio (SP)
Country: Brasil
Editor: UNICAMP/IG
Rights: Aberto
Identifier DOI: 10.20396/td.v15i0.8655083
Address: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8655083
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IG - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
8655083.pdf3.15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.