Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/343228
Type: Artigo
Title: Doença invasiva causada por haemophilus influenzae não tipo b : relato de oito casos
Title Alternative: Invasive non-type B Haemophilus influenzae disease : report of eight cases
Author: Das Neves Romaneli, M.T.
Tresoldi, A.T.
Pereira, R.M.
Garcia, M.T.
Hofling, C.C.
Resende, M.R.
Abstract: Descrever oito casos de doença invasiva por Haemophilus influenzae não tipo b em crianças internadas no Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas. Em 2015, ocorreram oito casos de doença invasiva por H. influenzae não tipo b. Nas cepas identificadas, testou-se a sensibilidade à ampicilina e a produção de betalactamase, e realizou-se a genotipagem. A tipagem molecular foi feita por Pulsed Field Gel Electrophoresis. Em quatro pacientes, o diagnóstico foi de bacteremia; em dois casos, H. influenzae foi identificado em líquido pleural, e dois pacientes tiveram meningite. Comorbidades foram encontradas em 37,5% dos pacientes. Com exceção da cepa de um dos pacientes (que não foi enviada ao laboratório de referência), todas eram sensíveis à ampicilina e não produtoras de betalactamase. A genotipagem identificou quatro cepas não capsulares, uma cepa tipo c e duas cepas tipo a. A tipagem molecular descartou a transmissão intra-hospitalar, já que todos os sorotipos eram distintos quanto ao genótipo. O aumento dos casos de infecção invasiva por H. influenzae não tipo b foi real. Não houve transmissão intra-hospitalar e não foi encontrada justificativa para o aumento. Esses dados indicam a necessidade de vigilância para diagnosticar corretamente, monitorar e entender o espectro da doença causada por H. influenzae não tipo b
metadata.dc.description.abstractalternative: To describe eight cases of invasive non-type b Haemophilus influenzae disease in children admitted to Hospital de Clínicas of Universidade Estadual de Campinas. In 2015, there were eight cases of invasive non-type b H. influenzae disease. We tested the ampicillin sensitivity and beta-lactamase production of the strains identified and performed the genotyping. Molecular typing was determined by Pulsed-Field Gel Electrophoresis. Four patients were diagnosed with bacteremia; in two cases, H. influenzae was detected in the pleural fluid, and two patients had meningitis. Patients with comorbidities represented 37.5% of cases. Except for the strain of one patient – not sent to the reference laboratory –, all were ampicillin-sensitive and non-beta-lactamase-producing. Genotyping identified four non-capsular, one type c, and two type a strains. Molecular typing ruled out nosocomial transmission since all serotypes were distinct regarding genotype. The rise in cases of invasive non-type b H. influenzae infection was real. There was no nosocomial transmission, and we found no justification for the increase. These data indicate the need for surveillance to correctly diagnose, monitor, and understand the spectrum of non-type b H. influenzae disease
Subject: Haemophilus influenza
Country: Brasil
Editor: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Rights: Aberto
Identifier DOI: 10.1590/1984-0462/;2019;37;2;00006
Address: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-05822019000200156
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2-s2.0-85070314241.pdf548.03 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.