Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/343042
Type: Artigo
Title: Mapeamento da distribuição do uso da terra urbana em Santos (SP)
Title Alternative: Urban land use distribuition mapping in Santos (SP), Brazil
Author: De Oliveira Martins, M.I.F.P.
Matias, L.F.
Abstract: O espaço urbano é [re]produzido pela sociedade por meio de acúmulos de processos socioeconômicos que se materializam e se tornam visíveis na distribuição dos usos da terra urbana no interior das cidades. Essa distribuição expressa as contradições, as exclusões e as particularidades de cada zona do espaço urbano. O município de Santos possui um espaço urbano adensado e concentrado na área insular, o que gera um processo constante de refuncionalização urbana, uma supervalorização de localidades específicas e uma supressão das poucas áreas com vegetação. A esse respeito, o artigo teve como principal objetivo compreender como que o uso da terra urbana se distribui no município de Santos (SP), Brasil. Para isso, foi mapeada a distribuição dos principais tipos de atividades encontradas no espaço urbano do município. No mapeamento foram empregadas técnicas de geotecnologias de classificação manual de polígonos e o estimador de intensidade Kernel. Estão presentes usos misto (24,36%), residenciais (24,09%), zona portuária (12,83%), serviços (12,57%), espaços livres (1,75%), comerciais (1,35%), vazios urbanos (0,77%), industriais (0,26%) e 15,89% de áreas com algum tipo de vegetação. Os usos mistos se distribuem em diversas zonas da cidade, enquanto que os demais se concentram em zonas específicas, tais como a zona portuária e as atividades de serviço. Os produtos cartográficos gerados evidenciaram que as metodologias cartográficas são técnicas que permitem a interpretação de como os usos da terra urbanas estão distribuídos e, assim, contribuir com instrumentos de gestão socioambientais urbanas
metadata.dc.description.abstractalternative: Urban space is [re] produced by society through accumulations of socioeconomic processes that materialize itself and become visible in the distribution of urban land use within cities. This distribution expresses contradictions and exclusions occurring in urban space. The municipality of Santos has a densened urban area concentrated in its insular area, which generates a constant process of urban refunctioning, overvaluation of specific areas and suppression of vegetated areas. The main objective of this paper was to understand how urban land use is distributed in the city of Santos (São Paulo state), Brazil. Geotechnology techniques were used to manually classify urban block polygons and estimate densities with Kernel density estimation. Urban land uses are represented by mixed uses (24.36%), residential uses (24.09%), port area (12.83%), services (12.57%), free spaces 35%), urban voids (0.77%), industrial uses (0.26%) and 15.89% of areas with some type of vegetation. Mixed uses are distributed in several areas of the city, while the others are concentrated in specific areas, such as the port area and service activities. The cartographic products show that cartographic methodologies are important for interpreting how the urban land uses are distributed and, thus, contribute with socioenvironmental and urban management tools
Subject: Espaço urbano
Cartografia
Country: Brasil
Editor: UFPR/Departamento de Geografia
Rights: Fechado
Identifier DOI: 10.5380/raega.v46i1.58964
Address: https://revistas.ufpr.br/raega/article/view/58964
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IG - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2-s2.0-85069221850.pdf1.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.