Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/342960
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Plano de segurança da água como ferramenta da gestão voltada para o abastecimento público : estudo da bacia do rio Capivari
Title Alternative: Water safety plan as a management tool directed at public water supply : study of the Capivari river basin
Author: Pinto, Adonai Guimarães, 1989-
Advisor: Isaac, Ricardo de Lima, 1962-
Abstract: Resumo: A bacia hidrográfica do rio Capivari, no interior do estado de São Paulo, abrange uma região predominantemente urbana e com trechos densamente habitados. O trecho da bacia correspondente às zonas 27, 28 e 29 definidas no plano de bacias contém 82% da população total, havendo na área as captações para abastecimento público de Louveira, Vinhedo e Campinas, o que justificou sua escolha como área de estudo. As águas do rio Capivari vêm apresentando comprometimento qualitativo, o que faz com que os municípios busquem outros mananciais para seu abastecimento, o que não seria uma solução definitiva, uma vez que a vazão destes mananciais pode estar comprometida por outros usos. É exigência legal a avaliação sistemática da qualidade da água distribuída, conforme os princípios do plano de segurança da água, que é uma avaliação abrangente e uma abordagem de gerenciamento de riscos englobando todas as etapas do abastecimento de água, e que apresenta potencialidade no planejamento territorial voltado à prevenção da poluição hídrica. Visando subsidiar a proposição de medidas de gestão para melhoria das condições de uso das águas do rio Capivari para abastecimento público, foi realizada a aplicação da metodologia do plano de segurança da água no âmbito da bacia do Capivari em consonância com as diretrizes nacionais de saneamento e recursos hídricos que recomendam a adoção da bacia como unidade de planejamento. Com o diagnóstico das fontes de poluição e do uso e ocupação do solo na bacia, foram identificados os fatores de perigo concernentes à qualidade da água, com a posterior análise de riscos, a qual embasou a proposição de medidas de controle e de monitoramento. A utilização do plano de segurança da água no contexto da bacia hidrográfica apresentou limitações ao tratar de aspectos amplos e de difícil controle e monitoramento, tais como os fatores de uso e ocupação do solo que afetam os mananciais urbanos. Ainda assim, a abordagem direcionada pelos riscos trazida pela metodologia apresenta grande potencialidade para a prevenção da contaminação das águas, sendo necessários avanços para as aplicações regionais que integrem diversos sistemas de abastecimento, com a definição das figuras institucionais a realizar essa integração

Abstract: A bacia hidrográfica do rio Capivari, no interior do estado de São Paulo, abrange uma região predominantemente urbana e com trechos densamente habitados. O trecho da bacia correspondente às zonas 27, 28 e 29 definidas no plano de bacias contém 82% da população total, havendo na área as captações para abastecimento público de Louveira, Vinhedo e Campinas, o que justificou sua escolha como área de estudo. As águas do rio Capivari vêm apresentando comprometimento qualitativo, o que faz com que os municípios busquem outros mananciais para seu abastecimento, o que não seria uma solução definitiva, uma vez que a vazão destes mananciais pode estar comprometida por outros usos. É exigência legal a avaliação sistemática da qualidade da água distribuída, conforme os princípios do plano de segurança da água, que é uma avaliação abrangente e uma abordagem de gerenciamento de riscos englobando todas as etapas do abastecimento de água, e que apresenta potencialidade no planejamento territorial voltado à prevenção da poluição hídrica. Visando subsidiar a proposição de medidas de gestão para melhoria das condições de uso das águas do rio Capivari para abastecimento público, foi realizada a aplicação da metodologia do plano de segurança da água no âmbito da bacia do Capivari em consonância com as diretrizes nacionais de saneamento e recursos hídricos que recomendam a adoção da bacia como unidade de planejamento. Com o diagnóstico das fontes de poluição e do uso e ocupação do solo na bacia, foram identificados os fatores de perigo concernentes à qualidade da água, com a posterior análise de riscos, a qual embasou a proposição de medidas de controle e de monitoramento. A utilização do plano de segurança da água no contexto da bacia hidrográfica apresentou limitações ao tratar de aspectos amplos e de difícil controle e monitoramento, tais como os fatores de uso e ocupação do solo que afetam os mananciais urbanos. Ainda assim, a abordagem direcionada pelos riscos trazida pela metodologia apresenta grande potencialidade para a prevenção da contaminação das águas, sendo necessários avanços para as aplicações regionais que integrem diversos sistemas de abastecimento, com a definição das figuras institucionais a realizar essa integração
Subject: Bacias hidrográficas
Gestão ambiental - Planejamento urbano
Solo - Uso - Aspectos ambientais
Água - Qualidade
Abastecimento de água
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PINTO, Adonai Guimarães. Plano de segurança da água como ferramenta da gestão voltada para o abastecimento público: estudo da bacia do rio Capivari. 2020. 1 recurso online (148 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:FEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pinto_AdonaiGuimaraes_M.pdf5.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.