Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/340751
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: O sentido histórico da discussão sobre a democracia racial no Brasil (1930-1964)
Title Alternative: The historical meaning of the discussion about racial democracy in Brazil (1930-1964)
Author: Zullo, Gustavo José Danieli, 1985-
Advisor: Vieira, Carlos Alberto Cordovano, 1976-
Abstract: Resumo: Esta tese tem o propósito de examinar as posições de Gilberto Freyre e Florestan Fernandes sobre a democracia racial à luz da quadratura histórica que vai de 1930 a 1964, que compreende um período absolutamente central para a compreensão dos limites do processo de modernização no Brasil. Assim, para fundamentarmos este objetivo, elaboramos um primeiro capítulo que articula diferentes aspectos da dinâmica econômica e social aquele período. Feito isto, apresentamos dois capítulos que expõem as posições de cada um destes autores sobre a democracia racial no Brasil. Isto é, elaboramos dois capítulos que apresentam o antagonismo de classe de suas interpretações sobre a existência de uma democracia racial a partir da nossa formação histórica. Na sequência, apresentamos ainda um quarto capítulo que procura identificar brevemente alguns reflexos das posições da Escola Paulista de Sociologia na atual discussão sobre a emergência do negro na história brasileira. Por fim, o quinto capítulo oferece uma perspectiva das tensões que se evidenciam na metodologia utilizada por cada um destes autores. Neste capítulo evidenciamos como a escolha e o manuseio das fontes, assim como a articulação entre as suas inspirações teóricas fundamentaram uma determinada posição valorativa e científica acerca da estabilidade social e da democracia ¿ e não apenas da democracia racial. De tal modo, esta tese busca oferecer, fundamentalmente, uma perspectiva das tensões que marcaram a época em que as análises de Gilberto Freyre e Florestan Fernandes foram escritas como expressão de uma estrutura de poder atravessadas pelos privilégios das camadas dominantes, pela industrialização e pela modernização sociocultural do país

Abstract: Esta tese tem o propósito de examinar as posições de Gilberto Freyre e Florestan Fernandes sobre a democracia racial à luz da quadratura histórica que vai de 1930 a 1964, que compreende um período absolutamente central para a compreensão dos limites do processo de modernização no Brasil. Assim, para fundamentarmos este objetivo, elaboramos um primeiro capítulo que articula diferentes aspectos da dinâmica econômica e social aquele período. Feito isto, apresentamos dois capítulos que expõem as posições de cada um destes autores sobre a democracia racial no Brasil. Isto é, elaboramos dois capítulos que apresentam o antagonismo de classe de suas interpretações sobre a existência de uma democracia racial a partir da nossa formação histórica. Na sequência, apresentamos ainda um quarto capítulo que procura identificar brevemente alguns reflexos das posições da Escola Paulista de Sociologia na atual discussão sobre a emergência do negro na história brasileira. Por fim, o quinto capítulo oferece uma perspectiva das tensões que se evidenciam na metodologia utilizada por cada um destes autores. Neste capítulo evidenciamos como a escolha e o manuseio das fontes, assim como a articulação entre as suas inspirações teóricas fundamentaram uma determinada posição valorativa e científica acerca da estabilidade social e da democracia ¿ e não apenas da democracia racial. De tal modo, esta tese busca oferecer, fundamentalmente, uma perspectiva das tensões que marcaram a época em que as análises de Gilberto Freyre e Florestan Fernandes foram escritas como expressão de uma estrutura de poder atravessadas pelos privilégios das camadas dominantes, pela industrialização e pela modernização sociocultural do país
Subject: Democracia - Brasil - 1930-1964
Relações raciais
Segregação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ZULLO, Gustavo José Danieli. O sentido histórico da discussão sobre a democracia racial no Brasil (1930-1964). 2019. 1 recurso online (289 p.) Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Zullo_GustavoJoseDanieli_D.pdf4.45 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.