Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/340083
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Estratégias para comunicação do diagnóstico de câncer de boca e orofaringe : por que falar sobre isso? = Strategies for communicating oral and oropharyngeal cancer diagnosis: why talk about it?
Title Alternative: Strategies for communicating oral and oropharyngeal cancer diagnosis : why talk about it?
Author: Alves, Carolina Guimarães Bonfim, 1992-
Advisor: Santos-Silva, Alan Roger, 1981-
Abstract: Resumo: Os cânceres em boca ou em orofaringe representam os tipos mais comuns de câncer na região de cabeça e pescoço. Apesar dos diversos avanços em sua terapia, pouca ênfase tem sido dada aos aspectos relacionais no cuidado dos pacientes propriamente ditos. Nesse contexto, as percepções dos pacientes sobre a forma como são comunicados de um diagnóstico oncológico podem gerar repercussões clínicas e psicoemocionais significativas. Portanto, esta revisão narrativa teve por objetivo acessar a literatura científica disponível acerca dos principais aspectos envolvidos na revelação de um diagnóstico oncológico, com enfoque no câncer de boca e orofaringe, apresentando protocolos validados para este fim. Foi realizada uma busca nas bases de dados MEDLINE, Embase e Scopus incluindo estudos publicados em língua inglesa ou espanhola até Outubro de 2019, que exploraram a temática da comunicação de más notícias em saúde, revelação da verdade e treinamento de habilidades de comunicação no contexto oncológico, especialmente do câncer de boca e orofaringe. Observou-se que há uma lacuna na formação dos profissionais de saúde quanto ao desenvolvimento de habilidades de comunicação para entrega de más notícias e que protocolos de comunicação podem ser ferramentas úteis para guiá-los nesta difícil tarefa da prática clínica. Abordagens que estimulem avaliação das demandas de informação dos pacientes, equilíbrio da transmissão das notícias, manejo dos aspectos emocionais e envolvimento do paciente no plano de cuidado apresentam melhores desfechos. O impacto de um diagnóstico oncológico permeia particularidades de cada indivíduo, como a personalidade, sistema de valores, expectativas e objetivos de vida. Aspectos clínicos e socioculturais podem modular a atitude dos pacientes frente à doença e seu tratamento, no entanto, mais estudos desta natureza no contexto do câncer oral se fazem necessários. Conclui-se, portanto, que os profissionais devem se amparar em métodos validados de entrega de informação e suporte para pacientes ao comunicar um diagnóstico oncológico, adotando uma abordagem centrada em suas necessidades

Abstract: Oral and oropharyngeal cancer are the most common cancers in the head and neck region. Despite the advances in the treatment, the relational aspects of care have received little attention. Patients¿ perceptions of how they are informed of a cancer diagnosis may have important clinical and psycho-emotional implications. This narrative review aimed to access the available scientific literature about the main aspects of the revelation of an oncologic diagnosis, focusing on oral and oropharyngeal cancer, presenting validated protocols for this purpose. A literature search was conducted in the MEDLINE, Embase and Scopus databases including studies published in English or Spanish through October 2019, which explored the topics communicating bad health news, truth disclosure and communication skills training in the oncological context, particularly about oral and oropharyngeal cancer. It has been noted that there is a gap in health professionals' training in communication skills development to deliver bad news. Communication protocols can be useful tools to guide them in this difficult task of clinical practice. Approaches that stimulate assessment of patients¿ information demands, balance in the news transmission, management of emotional aspects, and patient involvement in the care plan, present better outcomes. The impact of a cancer diagnosis pervades individual¿s particularities, such as personality, value system, expectations, and life goals. Clinical and socio-cultural aspects may modulate patients¿ attitudes towards the disease and its treatment. Further studies of this nature in the context of oral cancer are necessary. It is therefore concluded that the professionals should rely on validated methods of information delivery and patient support when communicating a cancer diagnosis, adopting an approach focused on their needs
Subject: Neoplasias bucais
Revelação da verdade
Comunicação em saúde
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Citation: ALVES, Carolina Guimarães Bonfim. Estratégias para comunicação do diagnóstico de câncer de boca e orofaringe: por que falar sobre isso? = Strategies for communicating oral and oropharyngeal cancer diagnosis: why talk about it?. 2019. 1 recurso online (52 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/340083. Acesso em: 4 May. 2020.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Alves_CarolinaGuimaraesBonfim_M.pdf1.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.