Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/336081
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: O processo de reduplicação em línguas sul-americanas : uma análise morfossemântica
Title Alternative: The reduplication process in South American languages   : a morphosemantic analysis
Author: Ramos, Graziela Rocha Reghini, 1982-
Advisor: Corbera Mori, Angel Humberto, 1950-
Abstract: Resumo: A reduplicação configura-se como uma importante estratégia de significação linguística nas mais variadas línguas, tanto orais quanto visuais/gestuais, e pode ser definida, de maneira simples, como um processo de formação de palavras em que parte da base ou mesmo a sua totalidade é repetida para exprimir um propósito, ou seja, a produção de um novo significado (GIL, 2005; RUBINO, 2005; VOORT e GÓMEZ, 2014). Este trabalho tem como objetivo principal discorrer sobre o fenômeno da reduplicação em uma amostra de línguas sul-americanas, utilizando dados e considerações apresentados por autores que conduziram trabalho de campo. Para isso, é utilizada como orientação teórica a linguística tipológica (COMRIE, 1989; CROFT, 1990), considerando-se a relação entre forma e função e embasando-se em princípios e padrões mais centrais como meio de apresentar as semelhanças e diferenças encontradas entre as línguas. A relevância deste trabalho encontra-se, assim, na contribuição para uma melhor compreensão do fenômeno, que, apesar de apresentar grande complexidade, ainda tem sido trabalhado de forma insuficiente, especialmente em línguas minoritárias, como é o caso das línguas indígenas. O que se observa é que a reduplicação se mostra como uma forma criativa de comunicação, apresentando significados tanto icônicos quanto arbitrários (MORAVCSIK, 1978; RUBINO, 2005), mas revelando-se também relacionada a significados particulares: aumento, intensificação, diminuição e atenuação (MORAVCSIK, 1978; KAJITANI, 2005)

Abstract: Reduplication is an important strategy of linguistic significance in the most varied languages, both oral and visual/gestural. It can be simply defined as a process of word formation in which part of the base or even its totality is repeated to express a purpose, that is, the production of new meaning (GIL, 2005; RUBINO, 2005; VOORT e GÓMEZ, 2014). This paper intends to discuss the phenomenon of reduplication in a sample of South Amerindian languages, using data and considerations presented by authors who conducted fieldwork. For this, typological linguistics is used as a theoretical guide (COMRIE, 1989; CROFT, 1990), considering the interface between form and function and based on more central principles and standards as a means of presenting the similarities and the differences found among languages. The relevance of this work lies therefore in the contribution to a better understanding of the phenomenon, which, despite being very complex, has still been studied insufficiently, especially in minority languages, such as indigenous languages. It can be seen that reduplication is shown as a creative form of communication, presenting both iconic and arbitrary meanings (MORAVCSIK, 1978; RUBINO, 2005), but also related to particular meanings: augmentation, intensification, diminution, and attenuation (MORAVCSIK, 1978; KAJITANI, 2005)
Subject: Gramática comparada e geral - Formação das palavras
Tipologia (Linguistica)
Línguas indígenas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: RAMOS, Graziela Rocha Reghini. O processo de reduplicação em línguas sul-americanas: uma análise morfossemântica. 2019. 1 recurso online (316 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ramos_GrazielaRochaReghini_D.pdf3.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.